XXVI - Encontro Nacional de Geografia Agrária - ENGA

XXVI - Encontro Nacional de Geografia Agrária - ENGA

presencial Universidade Federal do Maranhão (UFMA) - São Luís - Maranhão - Brasil

XXVI ENGA

O XXVI Encontro Nacional de Geografia Agrária - ENGA: Da Amazônia para o mundo: territórios, diversidades e povos tecendo futuros, representa a continuidade e amadurecimento de um processo de estudos e debates das temáticas agrárias, que se originou nos anos de 1970, reunindo pesquisadores(as) da Geografia Agrária brasileira, os(as) quais buscavam, a partir da realização de um encontro temático, o fortalecimento deste campo do conhecimento. Recentemente, o ENGA tem buscado ampliar e fortalecer o diálogo da academia (pesquisadores(as), professores(as), estudantes de graduação e pós-graduação) com os movimentos sociais do campo brasileiro. 

Calendário

    A partir de 20 de janeiro de 2024 - Inscrições e início da submissão de trabalhos

    Até 08 de março de 2024 - Prazo final para submissão de trabalhos

    A partir de 30 de março de 2024 - Resultado dos trabalhos aceitos

      24 a 28 de junho de 2024 - Realização do evento

        Até 10 de julho - Envio do trabalho completo

        Inscrições

        {{'Label_CodigoPromocionalAplicadoComSucesso' | translate}}
        {{'Label_Presencial' | translate}} {{'Label_Online' | translate}} {{'Label_PresencialEOnline' | translate}}

        {{item.titulo}}

        {{'Label_DoacaoAPartir' | translate}} {{item.valores[0].valor | currency:viewModel.evento.moeda}}

        {{item.descricao}}
        {{'Titulo_Gratis' |translate}} {{viewModel.configuracaoInscricaoEvento.descricaoEntradaGratis}}
        {{entrada.valor | currency:viewModel.evento.moeda}} {{entrada.valor | currency:viewModel.evento.moeda}}  

        {{entrada.valorComDesconto | currency:viewModel.evento.moeda}}

        {{'Titulo_Ate' | translate}} {{entrada.validoAte |date: viewModel.evento.cultura.formatoData}}
        {{'Titulo_Ate' | translate}} {{entrada.validoAte |date: viewModel.evento.cultura.formatoData}}
        {{'Label_APartirDe' | translate}} {{entrada.validoDe | date:viewModel.evento.cultura.formatoData}}
        Calendar

        {{'Titulo_NaoDisponivel' | translate}}

        Programação



        Dia 24/06

        Dia 25/06

        Dia 26/06

        Dia 27/06

        Dia 28

        08h30


        Mesas Redondas

        Trabalho de campo

        8h30 Oficinas e minicursos


        11h CINE - ENGA


        8h30 Oficinas e minicursos


        11h CINE - ENGA


        14h às 16h30 

        Credenciamento

        GTs ou

        Comunicações Coordenadas

        Trabalho de campo

        GTs ou

        Comunicações Coordenadas


        14h30 Assembleia


        17h

        Atividade Cultural

        17h Mesa de abertura 

        18h Conferência de abertura


        Mesas Redondas

        Trabalho de campo

        Mesas Redondas

        17h Mesa de encerramento

        Normas de Submissão

        Orientações para autores(as)

        Informações Gerais

        1. Os trabalhos (Resumo Expandido e Trabalho Completo) deverão ser submetidos nos prazos estabelecidos no calendário de atividades do ENGA.

        2. Pelo menos o(a) autor(a) principal deverá estar inscrito no evento.

        3. Os trabalhos deverão seguir as discussões especificadas nos Grupos de Discussão, escolhido no ato da submissão.

        4. A submissão será no ato da inscrição, devendo o participante se atentar aos prazos e valores, no site do evento.

        5. Os aceites serão enviados em fluxo contínuo até o prazo final das inscrições, estabelecido no cronograma de atividades do evento.

        6. Os trabalhos deverão ser apresentados em tempo mínimo de 15 min e máximo 20 min.

        7. Os trabalhos deverão seguir as normas estabelecidas pela Comissão Científica conforme as normas de publicação e especificações detalhadas abaixo, no espaço "Submissões".

        Participações e Autorias

        Quantidade de trabalhos permitidos:

        1. Trabalhos como autor (a) principal: 01 trabalho.

        2. Trabalhos como coautor (a): 03 trabalhos.

        3. Participantes por trabalho: 05 participantes, incluindo autor(a) principal e coautores.

        Observações:

         É permitido apenas um (01) trabalho como autor principal visto a lógica que o trabalho submetido será apresentado por ele e havendo possibilidade dos trabalhos submetidos com o nome desse autor estarem correspondentes no mesmo dia e horário de apresentação.

          Todas as categorias de participantes do evento poderão submeter os seus trabalhos nos quais Grupos de Discussão quiserem e forem de interesse, avaliando os critérios de submissão apresentados pelos itens anteriores.

        Período de submissão dos resumos e relatos de experiência: 20/01/2024 até 08/03/2024.

        Período de submissão dos trabalhos completos para publicação no E-book: 10/07/2024.


        Grupos de Discussão

        1. Teorias, Métodos e Metodologias da Geografia Agrária

        Teorias geográficas e teorias agrárias. História e epistemologia da Geografia Agrária. Teorias da Geografia Agrária. Métodos da Geografia Agrária. Procedimentos metodológicos e técnicas de pesquisa em Geografia Agrária. Metodologias emergentes de pesquisa em Geografia Agrária. Paradigmas da Geografia Agrária.

         2. Estado, Políticas Públicas e Desenvolvimento Rural

        Projetos institucionais para o desenvolvimento territorial rural. Escalas e conflitos na implementação de políticas públicas de desenvolvimento rural. Desmonte de políticas públicas para o rural brasileiro. Desigualdades regionais e implementação de políticas públicas para o campo. Estratégias para o desenvolvimento dos territórios (mobilização, projetos, planos e políticas públicas).

         3. Movimentos do Campo/Água/Floresta e lutas por territórios

        Movimentos sociais e socioterritoriais do campo, das águas e das florestas. Organicidade, articulação dos movimentos e políticas públicas. Movimentos de lutas por territórios: terra/água/floresta. Ações coletivas, espacialização e territorialização. Disputas territoriais e por modelos de desenvolvimento no campo, água, floresta.

         4. Reforma Agrária, Assentamentos Rurais e Campesinato

        Questão agrária na contemporaneidade. Atualidade da reforma agrária e da luta pela terra. Políticas agrárias e assentamentos rurais. Agricultura camponesa e campesinato. Violência e conflitos nos assentamentos rurais e as resistências camponesas. Associativismo e cooperativismo nos assentamentos rurais.

         5. Migração e Relação Capital-Trabalho no Campo

        Migração e mobilidade territorial no campo. Mobilidade espacial do trabalho. Plasticidade do trabalho no campo. Relação capital-trabalho no campo. Degradação do trabalho e do(a) trabalhador(a). Degradação sistêmica do trabalho. Trabalho análogo à escravidão. Classe trabalhadora no campo. Movimento sindical.

         6. Relação Campo-Cidade e Ruralidades

        Relação campo-cidade. Complementaridade rural-urbano. Produção do espaço rural. População rural. Ruralidades. Cultura e sociabilidade no campo. Fluxos de pessoas e mercadorias. Consumo produtivo. Cidades do agronegócio. Agricultura urbana e peri-urbana.

         7. Povos Indígenas, Interculturalidade e Territorialidades

        Geografia e questão indígena. Povos indígenas, r-existências e defesa do território. Conflitos por terra e território em Terras Indígenas. Práticas espaciais insurgentes: retomadas, auto-demarcações e outras estratégias de luta. Territorialidades originárias. Interculturalidade e ancestralidade dos povos indígenas. Organizações de mulheres indígenas.  Movimentos indígenas latinoamericanos.

         8. Comunidades Tradicionais, Sociobiodiversidade e Questão Agrária

        Comunidades tradicionais e luta por terra e território. “Novas” comunidades tradicionais: processos e desafios para o reconhecimento. Comunidades tradicionais e questões ambientais: sociobiodiversidade e socioambientalismo. Relação diferenciada com a natureza e bem viver. Povos ciganos, quilombolas, quebradeiras de coco babaçu, ribeirinhos, pescadores, faxinalenses, fundos e feixes de pasto e outras comunidades tradicionais nas lutas por territórios e “maretórios”.

         9. Mulheres, Feminismos e Gênero no Campo

        Contribuições teóricas da geografia para o debate de gênero e feminismos no campo. Feminismo popular camponês. Corpo-Território. Políticas públicas para as mulheres do campo. Organização das mulheres do campo. A produção dos territórios sob a perspectiva das mulheres. As vivências das mulheres no trabalho agrícola. As mulheres e o uso das tecnologias no campo. Violência de gênero no campo. Mulheres e conflitos socioterritoriais.

         10. Raça, Geração e Sexualidades no Campo

        Interseccionalidade e territorialidades no campo. Raça, racismo e dispositivos de racialidades no campo. Campesinato preto. Geração e sucessão rural no campo. Geração e atividades produtivas no campo. Sexualidades, identidade sexual e orientação sexual no campo. Sexualidades divergentes no campo. Conhecimentos tradicionais no campo. Interseccionalidade e políticas públicas no campo.

         11. Agroecologia, Autonomia Alimentar e Economia Solidária

        Agroecologia: ciência, prática e movimento. Agroecologia, agrofloresta, permacultura e produção orgânica. Produção e conservação das sementes crioulas. Soberania e segurança alimentar e nutricional. Reforma agrária e produção de alimentos saudáveis. Economia popular solidária. Redes de sociabilidades e feiras orgânicas e agroecológicas. Economias sociais e políticas públicas de combate à fome.

         12. Educação do/no Campo, Educação Indígena e Educação Quilombola  

        Questão agrária, agroecologia e Educação do Campo, Indígena e Quilombola. Políticas públicas na Educação do Campo, Indígena e Quilombola. Ensino de Geografia na Educação do Campo, Indígena e Quilombola. Movimentos sociais e disputas/conflitos territoriais na Educação do Campo, Indígena e Quilombola. Pedagogias crítico-emancipatórias na Educação do Campo, Indígena e Quilombola. Pressupostos teórico-metodológicos e formação de Educadores(as) do Campo, Águas e Florestas.

        13. Reestruturação Produtiva, Dinâmica Fundiária e Produção Agropecuária

        Reestruturação produtiva da agricultura. Modernização da agricultura. Revolução verde. Uso e ocupação da terra. Dinâmica fundiária, latifúndio e concentração fundiária. Produção agropecuária. Circuitos espaciais de produção. Novos usos da terra e do território. Implicações globais na produção de alimentos.

         14. Territorialização do Capital, Projetos de Desenvolvimento e Conflitos Agrários    

        Territorialização do capital no campo. Expansão do agronegócio e do agrohidronegócio. Estratégias midiáticas e de consolidação da hegemonia do agronegócio. Agronegócio e educação. Projetos de desenvolvimento no campo. Grandes obras de infraestrutura hídrica, logística e energética. Desapropriação, expropriação e desterritorialização. Conflitos e conflitualidades por terra, água, território e natureza. Estratégias de resistência.

         15. Energias, Mineração e Conflitos Socioambientais     

        Transição energética e territorialização das energias renováveis no campo. Mineração, questão agrária e questão ambiental. Impactos socioambientais, conflitos e conflitualidades das energias renováveis, das barragens e da mineração. As populações atingidas pelas formas de produção de energia e pela mineração. Energia, mineração e conflitos com os povos indígenas e comunidades tradicionais.

         16. Injustiça Ambiental, Racismo Ambiental e Política Climática 

        Questão agrária e questão ambiental. Ecologia política. Neoextrativismo e neocolonialismo. Injustiça ambiental e injustiça social. Conflitos ambientais e socioambientais. Disputas por terra, água, território e natureza. Racismo ambiental. Zonas de sacrifício. Resistências e experiências contra-hegemônicas. Política climática e economia verde.

        17. Apropriação, Mercantilização e Conflitos por Água

        Apropriação, mercantilização e conflitos por água. Tensões e disputas pelos usos da água de rios e lagos de barragens. Agentes públicos e privados no controle da água. Movimentos sociais das águas. Ciclo hidrossocial das águas. Injustiça hídrica e injustiça ambiental. Transposição de bacias e usos das águas.

         18. Financeirização do Capital, Mundialização e Grilagem

        Financeirização e mundialização do capital no campo. Apropriação capitalista da terra. Grilagem e mercado de terras. Expansão da fronteira agrícola e conflitos por terra e território. Política fundiária. Land grabbing e estrangeirização da terra. Fundos de investimentos e corrida global por terras.

         19. Agrotóxico, Transgenia, Saúde e Questão Ambiental

        Revolução verde. Agrotóxicos e transgênicos. Regulação e legislação de agrotóxicos e transgênicos. Saúde ambiental e humana em decorrência do uso de agrotóxicos e transgênicos. Implicações do uso de agrotóxicos no Sistema Único de Saúde (SUS). Desmatamento, queimadas e questão ambiental na contemporaneidade. 

        Submissões

        {{areaSiteEvento.jsonObj.configuracaoSubmissao.dataInicioSubmissao}} - {{areaSiteEvento.jsonObj.configuracaoSubmissao.dataLimiteSubmissao}}

        {{item.denominacao}}
        {{item.denominacao}}
        {{item.denominacao}}

        {{areaSiteEvento.titulo}}

        Local do Evento

        Realização e Parcerias institucionais


        {{viewModel.evento.titulo}}

        {{viewModel.evento.responsavelEvento}}