Seminário: Quem Controla a Polícia do Rio de Janeiro?

Seminário: Quem Controla a Polícia do Rio de Janeiro?

online Este é um evento online

O evento já encerrou

Separamos alguns eventos que você irá gostar

1º Congresso Multidisciplinar de Saúde e Bem-Estar

Quarta-Feira, 28 de Agosto

São Luís, MA

Congresso Nursing

Quarta-Feira, 28 de Agosto

Fortaleza, CE

57th Congress of The International Society for Applied Ethology

Segunda-Feira, 22 de Julho

Curitiba, PR

Bridges #6

Sexta-Feira, 30 de Agosto

SP, SP

{{'Receba_os_melhores_eventos_da_sua_area' | translate}}

{{'Receber_eventos' | translate}}

Sobre o evento

No dia 5 de abril, o Fórum Justiça realiza o seminário online "Quem Controla a Polícia do Rio de Janeiro?", fruto de uma pesquisa inédita sobre o tema, que busca debater e jogar luz sobre as altas taxas de letalidade policial no estado do Rio – cuja principal vítima é a população negra. 

O encontro discute ainda a relação dessa violência com o trabalho de investigação e controle externo das polícias realizado pelo Ministério Público estadual, além de problematizar a transparência e qualidade dos dados sobre segurança pública produzidos no Rio de Janeiro.

O seminário é uma iniciativa do Fórum Justiça, com apoio da Fundação Ford, CESeC (Centro de Estudos de Segurança e Cidadania), Iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial (IDMJR) e Rede de Observatórios de Segurança, entre outras organizações parceiras.


Programação


Mesa 1 - 16h - Controle externo e atuação do MP nos casos de letalidade policial


Mediador: 

Guilherme Pimentel (Ouvidor da DPE-RJ) 

Palestrantes:

Samira Bueno (FBSP) 

Pablo Nunes (Cesec) 

Alexandra Montgomery (Anistia Internacional) 


Mesa 2 - 19h -  Transparência e produção de dados na segurança pública 


Mediador: 

Fransérgio Goulart (IDMJR) 

Palestrantes:

Monique Cruz (Justiça Global) 

Paulo Roberto Melo Cunha (MP-RJ) 

Luís Henrique Linhares Zouein (NUDEDH/DPE-RJ) 


Saiba mais sobre os participantes


Alexandra Montgomery 

Advogada graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, é especialista em direitos humanos e direito internacional pela American University - Washington College of Law. Foi profissional visitante na Comissão Interamericana de Direitos Humanos. Dirigiu o programa do CEJIL (Centro pela Justiça e o Direito Internacional) para o Brasil e atualmente é diretora de programas da Anistia Internacional Brasil.


Fransérgio Goulart

Coordenador executivo da Iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial, historiador, militante do movimento de favelas do Rio de Janeiro e especialista em segurança pública.


Guilherme Pimentel 

Advogado formado pela UERJ e jornalista de ofício. Possui experiência profissional com foco em graves violações de direitos humanos. Nos movimentos sociais, desenvolveu prática de assessoria jurídica popular e comunicação para mobilização. Atualmente, está em seu segundo mandato como ouvidor-geral externo da Defensoria Publica do RJ. Antes disso, trabalhou no Nossas, onde desenvolveu e coordenou um sistema premiado internacionalmente, o DefeZap, que recebia denúncias de violência de Estado, prestava orientações e garantia acesso à Justiça para as vítimas. Também foi assessor da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Alerj, onde trabalhou por 5 anos atendendo a população.


Luís Henrique Linhares Zouein 

Defensor Público do Estado do Rio de Janeiro em atuação no Nudedh. Atualmente é Mestrando em Direito Constitucional pela UFF.


Monique Cruz

Coordenadora do Programa Violência Institucional e Segurança Pública da organização Justiça Global e do Departamento de Justiça e Segurança Pública do IBCCRIM. Professora da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Assistente Social. Mestre e doutoranda em Serviço Social (PPGSS/ESS/UFRJ). Membra do Grupo de Especialistas em Políticas de Equidade Racial para Planejamento Participativo e Monitoramento das ações da Coordenação de Promoção da Equidade Racial (COOPERA) da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro.


Pablo Nunes

Doutor em Ciência Política pelo Iesp-Uerj. É um dos coordenadores do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania, o CESeC, centro que atua há 23 anos no tema da segurança pública no Brasil. No CESeC, Pablo desenvolve pesquisas no tema da produção de dados e transparência pública, adoção de novas tecnologias pelas polícias e análise de indicadores criminais.


Paulo Roberto Melo Cunha

Promotor de Justiça no MP-RJ, é formado em Direito pela UFF. Pela mesma instituição, é mestre em Ciência Política e atualmente é doutorando do mesmo programa. Além disso, também na UFF, concluiu a especialização  em Políticas de Segurança Pública e Justiça Criminal. 


Samira Bueno 

É socióloga, com doutorado em administração pública e governo pela FGV. Atualmente é diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.


Inscrições

{{'Label_CodigoPromocionalAplicadoComSucesso' | translate}}
{{'Label_Presencial' | translate}} {{'Label_Online' | translate}} {{'Label_PresencialEOnline' | translate}}

{{item.titulo}}

{{'Label_DoacaoAPartir' | translate}} {{item.valores[0].valor | currency:viewModel.evento.moeda}}

{{item.descricao}}
{{'Titulo_Gratis' |translate}} {{viewModel.configuracaoInscricaoEvento.descricaoEntradaGratis}}
{{entrada.valor | currency:viewModel.evento.moeda}} {{entrada.valor | currency:viewModel.evento.moeda}}  

{{entrada.valorComDesconto | currency:viewModel.evento.moeda}}

{{'Titulo_Ate' | translate}} {{entrada.validoAte |date: viewModel.evento.cultura.formatoData}}
{{'Titulo_Ate' | translate}} {{entrada.validoAte |date: viewModel.evento.cultura.formatoData}}
{{'Label_APartirDe' | translate}} {{entrada.validoDe | date:viewModel.evento.cultura.formatoData}}
Calendar

{{'Titulo_NaoDisponivel' | translate}}

{{viewModel.evento.titulo}}

{{viewModel.evento.responsavelEvento}}