III Novembro Negro da PUCPR

III Novembro Negro da PUCPR

presencial PUCPR - Pontifícia Universidade Católica do Paraná - Curitiba - Paraná - Brasil

Sobre o III Novembro Negro

III Novembro Negro da PUCPR irá comemora e refletir sobre os 20 anos da Lei 10.639/03, que estabeleceu a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana nas escolas brasileiras. Esta lei é um marco importante na promoção da diversidade étnico-racial e da igualdade no Brasil. O evento tem como objetivo central destacar a importância intelectual e cultural das personalidades negras, trazendo protagonismo e visibilidade para suas produções acadêmicas. 

Esse ano a programação do Novembro Negro contará com a I Conferência Internacional de Identidade e Alteridade: Perspectivas Interdisciplinares em parceria com a Kent State University (Ohio, USA),  e com o V Simpósio de Direitos Humanos e Políticas Públicas: Igualdade e Diferença do Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos da PUCPR.

O III Novembro Negro da PUCPR busca promover um encontro que aborde a igualdade e a diferença, fomentando o diálogo e a conscientização sobre questões raciais no Brasil e em nível internacional.

O evento contará com tradução simultânea


----

PUCPR's III Black November will celebrate and reflect on the 20th anniversary of Law 10.639/03, which established the mandatory teaching of Afro-Brazilian and African History and Culture in Brazilian schools. This law is an important milestone in promoting ethnic-racial diversity and equality in Brazil. The event's central objective is to highlight the intellectual and cultural importance of black personalities, bringing protagonism and visibility to their academic productions.

 

This year's Black November program will feature the 1st International Conference on Identity and Alterity: Interdisciplinary Perspectives in partnership with Kent State University (Ohio, USA), and the 5th Symposium on Human Rights and Public Policies: Equality and Difference Program Postgraduate Course in Human Rights at PUCPR.

 

PUCPR's III Black November seeks to promote a meeting that addresses equality and difference, fostering dialogue and awareness about racial issues in Brazil and internationally.

 

The event will feature simultaneous translation

Inscrições

Registrations

{{'Label_CodigoPromocionalAplicadoComSucesso' | translate}}
{{'Label_Presencial' | translate}} {{'Label_Online' | translate}} {{'Label_PresencialEOnline' | translate}}

{{item.titulo}}

{{'Label_DoacaoAPartir' | translate}} {{item.valores[0].valor | currency:viewModel.evento.moeda}}

{{item.descricao}}
{{'Titulo_Gratis' |translate}} {{viewModel.configuracaoInscricaoEvento.descricaoEntradaGratis}}
{{entrada.valor | currency:viewModel.evento.moeda}} {{entrada.valor | currency:viewModel.evento.moeda}}  

{{entrada.valorComDesconto | currency:viewModel.evento.moeda}}

{{'Titulo_Ate' | translate}} {{entrada.validoAte |date: viewModel.evento.cultura.formatoData}}
{{'Titulo_Ate' | translate}} {{entrada.validoAte |date: viewModel.evento.cultura.formatoData}}
{{'Label_APartirDe' | translate}} {{entrada.validoDe | date:viewModel.evento.cultura.formatoData}}
Calendar

{{'Titulo_NaoDisponivel' | translate}}

RESULTADOS! Trabalhos aprovados

Prorrogado até dia 12/11/2023!

{{areaSiteEvento.jsonObj.configuracaoSubmissao.dataInicioSubmissao}} - {{areaSiteEvento.jsonObj.configuracaoSubmissao.dataLimiteSubmissao}}

{{item.denominacao}}
{{item.denominacao}}
{{item.denominacao}}

{{areaSiteEvento.titulo}}

Feira de Afro Empreendedores

Nos dias 20 e 21, das 8h às 20h, o hall da Escola de Belas Artes (bloco azul), próximo à praça de alimentação receberá a Feira de Afro Empreendedores, serão 16 expositores que oferecerão variedade de produtos e serviços.

Não deixe de conferir!

Programação

Schedule

{{item.titulo}}
{{item.horaInicio}}-{{item.horaFim}}
Calendar

Oficinas

Participe das Oficinas do III Novembro Negro da PUCPR!


Preparamos momentos de aprendizado e criatividade para você durante nosso evento!  Junte-se a nós para explorar diversas oficinas que abordarão temas enriquecedores. 


Seja para aprender uma nova habilidade ou trocar experiências, as oficinas são uma oportunidade única de mergulhar ainda mais nas riquezas da nossa diversidade.


Confira a programação completa e reserve seu lugar para viver essa experiência conosco! 

Convidados

Speakers

{{item.nome}}

{{item.nome}}



GTs

EIXO TEMÁTICO: VIOLÊNCIA, DIREITOS HUMANOS E RESOLUÇÃO DE CONFLITOS NAS ESCOLAS.  

Coordenadores/as: Dr. Cezar Bueno de Lima-PUCPR;  Dra. Maria A. Vieira de Melo– UFRN); Dra. Maria J. M. L. Belli – UTFPR e Dr. David Leonardo J. Garcia (UNAULA/Medellín), 


Ementa: O GT propõe pensar e abrigar, de forma interdisciplinar, reflexões e abordagens teórico-empíricas que enfatizem a compreensão das múltiplas faces da violência e a indivisibilidade dos Direitos Humanos (direitos civis, políticos, econômicos, sociais e culturais). A perspectiva em questão, que está relacionada ao desenvolvimento de pesquisas de campo/modalidade pesquisa-ação nas escolas e nos seus respectivos territórios, busca compreender e oferecer subsídios para a criação de políticas púbicas participativas e deliberativas de prevenção e gestão dos conflitos, assim como iniciativas de melhoria do convívio escolar. 


EIXO TEMÁTICOEDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS

Ementa: O GT intitulado Educação e Relações Étnico-Raciais pretende analisar e refletir sobre os 20 anos da Lei 10.639, publicada em janeiro de 2003,  pensando nos desafios e perspectivas de aplicação, monitoramento e avaliação de implementação. Em 2003, a LDB foi alterada no artigo 26A quando da aprovação de uma nova lei, de número 10.639/03, que incluía a História e a Cultura africana e afro-brasileira como obrigatória nos currículos escolares. O objetivo dessa norma foi implantar nos currículos o ethos de uma parte significativa da população brasileira. A lei implantada tem como principal objetivo a revisão sobre a participação e o legado da população negra na história brasileira, oportunizando reflexões e ações práticas em torno de uma Educação das Relações Étnico-Raciais.

EIXO TEMÁTICO: Relações étnico-raciais no Brasil e pensamento decolonial

O GT intitulado busca problematizar e tensionar sobre o pensamento fronteiriço e os elementos que subsidiam os vieses da decolonialidade e a identidade. Também visa a estabelecer um contraponto à narrativa da modernidade, por meio da compreensão da relação constitutiva entre modernidade e colonialidade. Os caminhos possíveis de ruptura e de tensionamento do velho legado da colonialidade que subjugava os africanos, seus descendentes da diáspora africana e indígenas à categoria de raça inferior. Esse tensionamento sugere que o estudo como o que está sendo proposto segue  caminhos contrários da assimilação, da democracia racial e da  adaptação. O processo de ruptura terá que perpassar pelos matizes conceituais que conotaram durante séculos a dicotomia entre os indivíduos e com isso estabeleceram relações assimétricas de poder e valorização hierárquica de ideias


EIXO TEMÁTICO "Educação das Relações Étnico-Raciais e Pensamento ameríndio: encontros entre perspectivismo e rizoma"


Ementa: Esse eixo surge como uma resposta necessária diante das invisibilizações sistemáticas enfrentadas pelos povos ameríndios ao longo dos séculos. Este GT tem como objetivo não apenas discutir os desafios e lutas enfrentadas por esses povos, mas também promover um diálogo fecundo entre duas importantes matrizes filosóficas: o perspectivismo ameríndio, conceitualizado por Eduardo Viveiros de Castro e Tânia Stolze Lima, e o pensamento rizomático de Gilles Deleuze e Felix Guattari. Ao explorar a natureza relacional dos seres e a complexa composição do mundo segundo o perspectivismo ameríndio, buscamos criar um espaço de encontro e reflexão capaz de ampliar as fronteiras culturais e epistemológicas que historicamente marginalizaram essas perspectivas. Ao incorporar as discussões rizomáticas, nosso intuito é compreender os tensionamentos inerentes aos encontros entre os povos originários e os colonizadores a partir de uma abordagem cartográfica, permitindo uma visão mais abrangente e interconectada das dinâmicas sociais e culturais em jogo. Este GT não apenas propõe um espaço para o diálogo teórico, mas também busca evidenciar pesquisas e práticas educacionais que promovam uma abordagem mais inclusiva e respeitosa em relação aos povos ameríndios, por meio de estudos de caso, análises teóricas e debates interdisciplinares


Local do Evento

{{viewModel.evento.titulo}}

{{viewModel.evento.responsavelEvento}}