Lançamento Campanha Eu Sou Sus

Lançamento Campanha Eu Sou Sus

online Este é um evento online

O evento já encerrou

Separamos alguns eventos que você irá gostar

Hollo Afteverse

Domingo, 23 de Junho

São Paulo, SP

1º Congresso Multidisciplinar de Saúde e Bem-Estar

Quarta-Feira, 28 de Agosto

São Luís, MA

Congresso Nursing

Quarta-Feira, 28 de Agosto

Fortaleza, CE

57th Congress of The International Society for Applied Ethology

Segunda-Feira, 22 de Julho

Curitiba, PR

{{'Receba_os_melhores_eventos_da_sua_area' | translate}}

{{'Receber_eventos' | translate}}

Inscrições

{{'Label_CodigoPromocionalAplicadoComSucesso' | translate}}
{{'Label_Presencial' | translate}} {{'Label_Online' | translate}} {{'Label_PresencialEOnline' | translate}}

{{item.titulo}}

{{'Label_DoacaoAPartir' | translate}} {{item.valores[0].valor | currency:viewModel.evento.moeda}}

{{item.descricao}}
{{'Titulo_Gratis' |translate}} {{viewModel.configuracaoInscricaoEvento.descricaoEntradaGratis}}
{{entrada.valor | currency:viewModel.evento.moeda}} {{entrada.valor | currency:viewModel.evento.moeda}}  

{{entrada.valorComDesconto | currency:viewModel.evento.moeda}}

{{'Titulo_Ate' | translate}} {{entrada.validoAte |date: viewModel.evento.cultura.formatoData}}
{{'Titulo_Ate' | translate}} {{entrada.validoAte |date: viewModel.evento.cultura.formatoData}}
{{'Label_APartirDe' | translate}} {{entrada.validoDe | date:viewModel.evento.cultura.formatoData}}
Calendar

{{'Titulo_NaoDisponivel' | translate}}

Lançamento Campanha #EuSouSUS

MOVIMENTO VIDAS IDOSAS IMPORTAM

Uma das maiores referências na área do Envelhecimento, o pesquisador, consultor e escritor Vicente Faleiros abre a campanha ‘Eu Sou SUS’, promovida pelo Movimento Vidas Idosas Importam (MVII), no próximo dia 15, em uma live, às 19h, que terá a honrosa presença da professora Cecília Minayo, outro nome de suma importância na defesa dos direitos das pessoas idosas. A mediação desta roda de conversa será feita por Karen Garcia de Farias, da Assessoria de Comunicação do MVII e terá, ainda, participação de Sandra Rabello, coordenadora nacional do movimento, Sandra Regina Gomes, coordenadora adjunta, e Crismedio Costa,

Autor de livros e de artigos de políticas sociais, o professor Faleiros foi responsável pela realização de uma pesquisa histórica, realizando a recuperação, registro e análise sobre a dinâmica do processo da construção do SUS e a consolidação do controle social. O resultado do trabalho foi apresentado no livro “A Construção do SUS – Histórias da Reforma Sanitária e do Processo Participativo”, em 2006, em parceria com o Ministério da Saúde. Faleiros, de 80 anos, tem mais de 20 livros publicados, além de inúmeros artigos de políticas sociais, que fazem parte das citações.

A socióloga Maria Cecília de Souza Minayo, de 80 anos, é pesquisadora emérita da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), tendo se destacado em pesquisas sobre violência em na Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), fundou o Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Careli (CLAVES), em 1988. Autora de vários livros, Cecília é conselheira editorial da Editora Fiocruz e defende uma linguagem acessível, que estabeleça um diálogo com o leitor. Tem uma extensa série de títulos de reconhecimento nacional e internacional, assim como inúmeras premiações.

Em Defesa do SUS

O Sistema Único de Saúde (SUS) do Brasil é fruto da luta pela redemocratização no nosso País e o maior sistema público de saúde do mundo. Os últimos anos, ele vem enfrentando a estagnação de recursos, ao mesmo tempo em que lida com um de seus mais duros desafios: a pandemia do coronavírus. É urgente mobilizar a sociedade para a defesa de tão importante instituição pública.

São muitas as ações do SUS que promovem o bem-estar social, entre elas a garantia de qualidade de vida às pessoas idosas, com a contribuição significativa para o aumento da expectativa de vida dos brasileiros.

Em 2006, foi criada a Política de Saúde da Pessoa Idosa, que consiste em dois grandes eixos: o enfrentamento das fragilidades do SUS, das famílias e dos idosos e a promoção do envelhecimento ativo, conforme proposto pela OMS (Organização Mundial de Saúde). O programa também busca a efetivação de políticas de cuidado para a população idosa frágil, com apoio das famílias e capacitação para os profissionais de saúde do SUS na área de saúde da pessoa idosa.

O Movimento Vidas Idosas Importam, criado no dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, em 2020, nasceu com o objetivo principal de valorizar a pessoa idosa na defesa de seus direitos e na promoção de sua participação na sociedade. Inspirado no norte-americano Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), o projeto é uma iniciativa do Intercâmbio 60+ – Movimento Nacional de Ativistas dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa e tem à frente a coordenadora nacional Sandra Rabello (RJ), a coordenadora nacional adjunta Sandra Gomes (SP) e o articulador nacional Crismédio Costa (AL).

A intersetorialidade está na essência desses movimentos, integrado por profissionais de diversas áreas de atuação e instituições públicas e da sociedade civil, em busca de transformar a realidade atual, com ações práticas para a construção de valores que possam formar um novo paradigma, no qual a pessoa idosa usufrua, em sua plenitude, de todos os seus direitos.

Os principais objetivos do Movimento Vidas Idosas Importam são a valorização, inclusão e defesa da diversidade do envelhecimento. Para tanto, o projeto potencializa ações que contribuam para o protagonismo da pessoa idosa e a efetiva proteção contra a discriminação etária, denominada idadismo.

O Movimento propõe a promoção de uma cultura de respeito às pessoas idosas, favorecendo a visibilidade e o reconhecimento social, com campanhas e ações educativas para a desconstrução de estereótipos em relação ao envelhecimento.

{{viewModel.evento.titulo}}

{{viewModel.evento.responsavelEvento}}