O IMPACTO DA RELAÇÃO PARENTAL ENTRE O BULLYING E OS COMPORTAMENTOS DEPRESSIVOS E SUICIDAS EM ADOLESCENTES

Publicado em 19/05/2023 - ISBN: 978-85-5722-765-1

Título do Trabalho
O IMPACTO DA RELAÇÃO PARENTAL ENTRE O BULLYING E OS COMPORTAMENTOS DEPRESSIVOS E SUICIDAS EM ADOLESCENTES
Autores
  • Mateus Willams De Amorim Vasconcelos
  • Luciano Machado
  • Anderson Gomes Pereira
Modalidade
Poster
Área temática
Educação Física Escolar
Data de Publicação
19/05/2023
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/xcnef/614255-o-impacto-da-relacao-parental-entre-o-bullying-e-os-comportamentos-depressivos-e-suicidas-em-adolescentes
ISBN
978-85-5722-765-1
Palavras-Chave
Bullying, adolescentes, suporte familiar, comportamento depressivo, comportamento suicida, Educação Física
Resumo
Introdução: A vitimização do bullying pode ter forte impacto na saúde mental dos adolescentes. Nota-se que nas aulas de Educação Física as alteridades são evidenciadas, podendo amplificar tal prevalência. Estudos recentes relatam o valor do cuidado parental, como efeito atenuante as vitimizações. Porém, até o momento não se sabe como o apoio parental pode servir como mediador nos frutos do bullying e comportamentos depressivos e suicidas. Objetivo: Analisar o impacto da relação dos pais na associação entre a vitimização do bullying e os comportamentos depressivos e suicidas em adolescente. Métodos: trata-se de um estudo epidemiológico, descritivo e transversal com base escolar e abrangência estadual envolvendo estudantes do ensino médio da rede pública do estado de Pernambuco (idade entre 14 e 19 anos). Resultados: Foram visitadas 85 escolas em 48 cidades de Pernambuco, cuja amostra final foi composta por 6.244 estudantes, sendo 59,7% do sexo feminino. Observamos que 11,1%, 7,5% e 13,0% dos jovens já apresentavam pensamento, planejamento suicida e sofriam bullying respectivamente. Ademais, notou-se que 81,7%, 68,7% e 42,6% dos jovens relataram que os pais normalmente não verificam suas tarefas, não entendem seus problemas e preocupações e não sabem o que eles fazem no seu tempo livre respectivamente. Dentre os principais resultados, encontrou-se maiores chances de planejamento suicida nos adolescentes que sofriam bullying e os pais não verificavam suas tarefas escolares (OR=3,31;IC95%:2,6-4,3;p<0,001), não entendiam seus problemas e preocupações (OR=3,62;IC95%:2,8-4,7;p<0,001) e não sabiam o que seus filhos faziam no tempo livre (OR=3,48;IC95%:3,1-5,6;p<0,001), quando comparados aos adolescentes que não sofriam bullying. Conclusão: os adolescentes vítimas de bullying estão mais expostos à comportamentos depressivos, ideação e planejamento suicida, mas um convívio mais afetivo com os pais reduz significativamente a exposição aos comportamentos depressivos e suicidas.
Título do Evento
X Congresso Nacional de Educação Física, Saúde e Cultura Corporal
Cidade do Evento
Recife
Título dos Anais do Evento
Anais do X Congresso Nacional de Educação Física, Saúde e Cultura Corporal
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

VASCONCELOS, Mateus Willams De Amorim; MACHADO, Luciano; PEREIRA, Anderson Gomes. O IMPACTO DA RELAÇÃO PARENTAL ENTRE O BULLYING E OS COMPORTAMENTOS DEPRESSIVOS E SUICIDAS EM ADOLESCENTES.. In: Anais do X Congresso Nacional de Educação Física, Saúde e Cultura Corporal. Anais...Recife(PE) UFPE, 2023. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/xcnef/614255-O-IMPACTO-DA-RELACAO-PARENTAL-ENTRE-O-BULLYING-E-OS-COMPORTAMENTOS-DEPRESSIVOS-E-SUICIDAS-EM-ADOLESCENTES. Acesso em: 16/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes