CARACTERIZAÇÃO DE BIOMASSAS PROVENIENTES DA REGIÃO SUL DE SANTA CATARINA VISANDO APLICAÇÕES EM AGLOMERADOS AUTORREDUTORES DE MINÉRIO DE FERRO

Publicado em 23/09/2022 - ISSN: 2237-8073

Título do Trabalho
CARACTERIZAÇÃO DE BIOMASSAS PROVENIENTES DA REGIÃO SUL DE SANTA CATARINA VISANDO APLICAÇÕES EM AGLOMERADOS AUTORREDUTORES DE MINÉRIO DE FERRO
Autores
  • Lucio Rosso Neto
  • Eduardo Junca
Modalidade
Pesquisa - Resumo Concluído
Área temática
Ciências, Engenharias e Tecnologias - Engenharia Química
Data de Publicação
23/09/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/sct2021/415420-caracterizacao-de-biomassas-provenientes-da-regiao-sul-de-santa-catarina-visando-aplicacoes-em-aglomerados-autorr
ISSN
2237-8073
Palavras-Chave
Biocarvões, Biomassas, Auto-redução
Resumo
A sustentabilidade é um fator de suma importância ligado a objetivos ambientais e socioeconômicos. Deste modo, encontrar fontes alternativas a combustíveis sólidos no processo de aglomerados autorredutores de minério de ferro se tornam necessárias. Biocarvões são produtos sólidos e porosos, obtidos através de biomassas renováveis. Este material, além de ter um baixo custo de produção, pode ser utilizado amplamente, como por exemplo em processos de adsorção em efluentes líquidos, energia renovável e sequestro de carbono. Um dos processos de conversão da biomassa em biocarvão é a pirólise, que é a decomposição termoquímica do material em uma atmosfera isenta de oxigênio. Assim os materiais voláteis são eliminados, concentrando o carbono no biocarvão. A região Sul de Santa Catarina, por ter ampla presença da indústria cervejeira, tem um volume expressivo de geração do bagaço de malte. Este resíduo alimentar pode ser utilizado para obtenção de biocarvão. Deste modo, o objetivo deste trabalho foi obter e caracterizar o biocarvão produzido através do bagaço de malte visando entender a reação de gaseificação para utilização em aglomerados autorredutores de minério de ferro. Para isso, foi realizado uma programação experimental, onde foram variados os parâmetros de temperatura de pirolise de 700 à 900 °C e a taxa de aquecimento de 10 à 50 °C/min. A biomassa foi processada em um reator isolado, em atmosfera de argônio. Foram realizadas análises termogravimétricas nos biocarvões para determinação de voláteis e carbono fixo. Também foram realizadas análises de espectroscopia de infravermelho por transformada de Fourier (FTIR) e determinação da área superficial por BET. Para os ensaios de gaseificação, as amostras foram aquecidas até 1100 °C em uma termobalança. As taxas de aquecimento foram de 5, 10, 15 e 20 °C/min. Foi realizada uma investigação cinética nos biocarvões pelo método não isotérmico. A análise termogravimétrica revelou que os biocarvões apresentaram entre 42,4 e 70,2% de carbono fixo. Foram obtidas, ainda, áreas superficiais entre 121,2 e 672,1 m²/g. Em adição, os testes para investigação cinética mostraram que biocarvões obtidos com taxa de aquecimento de 50 °C/min tiveram uma perda de massa mais rápida quando comparado aos outros.
Título do Evento
XII Semana de Ciência e Tecnologia
Título dos Anais do Evento
Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense)
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital

Como citar

NETO, Lucio Rosso; JUNCA, Eduardo. CARACTERIZAÇÃO DE BIOMASSAS PROVENIENTES DA REGIÃO SUL DE SANTA CATARINA VISANDO APLICAÇÕES EM AGLOMERADOS AUTORREDUTORES DE MINÉRIO DE FERRO.. In: Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense). Anais...Criciúma(SC) UNESC, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/sct2021/415420-CARACTERIZACAO-DE-BIOMASSAS-PROVENIENTES-DA-REGIAO-SUL-DE-SANTA-CATARINA-VISANDO-APLICACOES-EM-AGLOMERADOS-AUTORR. Acesso em: 15/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes