ESTUDO DA POTENCIALIDADE DE VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS DO CARVÃO MINERAL COMO ESTRATÉGIA PARA O AVANÇO DA ECONOMIA CIRCULAR

Publicado em 23/09/2022 - ISSN: 2237-8073

Título do Trabalho
ESTUDO DA POTENCIALIDADE DE VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS DO CARVÃO MINERAL COMO ESTRATÉGIA PARA O AVANÇO DA ECONOMIA CIRCULAR
Autores
  • Leandro Sachet Colombo
  • Mayara Klingenfus Vieira
  • Juliana Acordi
  • Fabiano Raupp Pereira
Modalidade
Pesquisa - Resumo em Andamento
Área temática
Ciências, Engenharias e Tecnologias - Engenharia de Materiais
Data de Publicação
23/09/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/sct2021/415284-estudo-da-potencialidade-de-valorizacao-de-residuos-do-carvao-mineral-como-estrategia-para-o-avanco-da-economia-c
ISSN
2237-8073
Palavras-Chave
Rejeito, Granulometria, Argamassa
Resumo
A região Sul Catarinense possui 10% das reservas de carvão mineral do Brasil. Este mineral, um combustível fóssil não renovável, é utilizado para produzir energia elétrica através de uma usina termelétrica localizada na região sul de Santa Catarina. A atividade de extração do carvão mineral catarinense gera uma grande quantidade de rejeitos (material não carbonoso/energético), aproximadamente 65% do minério bruto extraído. Objetiva-se com base no conceito da economia circular, a valorização da fração residual argilosa contida no descarte de um processo de beneficiamento de carvão mineral de uma mineradora da região. Ensaios de caracterização granulométrica de acordo com a NBR 6502 (1995) estão sendo realizados a fim de segregar as amostras em faixas de tamanho: pedregulho > 2,0 mm, areia > 0,06 mm e argila e silte < 0,06 mm. Serão realizados testes para saber qual fração tem o maior potencial para a valorização, por exemplo, como agregado de argamassa cimentícia. Ensaios de condutividade e pH com a adição de carbonato de bário (BaCO3) também serão realizados na tentativa de controlar a formação sulfatos solúveis presentes no rejeito do carvão. Resultados iniciais indicam que o rejeito tem 32,99% de pedregulho, 23,52% de areia e 43,48% de argila e silte, com o conceito de agregado miúdo presente na NBR 7211 (2019), pode-se concluir que o rejeito tem uma faixa granulométrica que pode ser usada em uma argamassa.
Título do Evento
XII Semana de Ciência e Tecnologia
Título dos Anais do Evento
Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense)
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital

Como citar

COLOMBO, Leandro Sachet et al.. ESTUDO DA POTENCIALIDADE DE VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS DO CARVÃO MINERAL COMO ESTRATÉGIA PARA O AVANÇO DA ECONOMIA CIRCULAR.. In: Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense). Anais...Criciúma(SC) UNESC, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/sct2021/415284-ESTUDO-DA-POTENCIALIDADE-DE-VALORIZACAO-DE-RESIDUOS-DO-CARVAO-MINERAL-COMO-ESTRATEGIA-PARA-O-AVANCO-DA-ECONOMIA-C. Acesso em: 18/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes