TRAJETÓRIAS DE NEUROINFLAMAÇÃO PRECEDEM O COMPROMETIMENTO COGNITIVO APÓS MENINGITE EXPERIMENTAL

Publicado em 23/09/2022 - ISSN: 2237-8073

Título do Trabalho
TRAJETÓRIAS DE NEUROINFLAMAÇÃO PRECEDEM O COMPROMETIMENTO COGNITIVO APÓS MENINGITE EXPERIMENTAL
Autores
  • Rafael Da Silva De Moura
  • Allan Minatto Collodel
  • Bruna França Lodetti
  • Daiane Soethe Coan
  • Dhyana Iris Peruchi Bardini
  • Jaqueline Generoso
  • Patricia Mendes Viana
  • Samuel Brasil Stonoga
  • Tatiana Barichello
Modalidade
Pesquisa - Resumo Concluído
Área temática
Ciências da Saúde - Medicina
Data de Publicação
23/09/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/sct2021/414976-trajetorias-de-neuroinflamacao-precedem-o-comprometimento-cognitivo-apos-meningite-experimental
ISSN
2237-8073
Palavras-Chave
Meningite, Microglia, TSPO, Inflamação, PET, Cognição
Resumo
Introdução: A meningite bacteriana é uma grave infecção do sistema nervoso central (SNC) com consequências neurológicas agudas e de longo prazo, incluindo prejuízo cognitivo. Na meningite pneumocócica, a ativação da microglia pode acontecer por estímulos que estão envolvidos na eliminação do micro-organismo invasor. A proteína translocadora 18 kDa (TSPO), um marcador de ativação microglial, é expressa na membrana mitocondrial externa de diversas células, incluindo as do SNC. A interação de TSPO com proteínas na membrana mitocondrial está relacionada a apoptose, esteroidogênese, geração de espécies reativas de oxigênio. Na neuroinflamação tem sido observado um aumento da regulação de TSPO em mitocôndrias e mudanças relevantes na morfologia da microglia. O objetivo deste estudo foi compreender a associação entre a neuroinflamação induzida pela microglia ativada e o comprometimento cognitivo pós-meningite. Método: A meningite foi induzida em ratos Wistar machos, por injeção de Streptococcus pneumoniae (grupo meningite) ou liquido cefalorraquidiano artificial (grupo controle) na cisterna magna. Os animais do tempo de 10 dias foram tratados com ceftriaxona. Vinte e quatro horas e 10 dias após a indução da meningite, os ratos foram fotografados com tomografia por emissão de pósitrons (PET) usando [11C] PBR28, um radiotraçador de proteína translocadora específica (TSPO), para determinar a ativação microglial in vivo. Após a imagem, a expressão de TSPO, mediadores inflamatórios e marcadores de ativação glial foram avaliados no córtex pré-frontal e hipocampo. Dez dias após a indução da meningite, os animais foram submetidos aos testes comportamentais de habituação ao campo aberto, esquiva inibitória e reconhecimento de objetos novos. Resultados: Os animais do grupo meningite em 24 h (agudo) e de 10 dias (longo prazo) demonstraram aumento da captação de [11C] PBR28 e ativação da microglia em todo o cérebro em comparação com o grupo controle. Embora livres de infecção, os ratos do grupo de 10 dias exibiram níveis aumentados de citocinas, ativação microglial (IBA-1) e ativação de astrócitos (GFAP) semelhantes aos observados no grupo de 24 h. Em 24 h houve aumento da expressão de TSPO no hipocampo. Além disso, níveis regulados positivamente de TSPO foram observados no hipocampo dos ratos do grupo meningite em 10 dias após a indução. Os animais mostraram um declínio cognitivo em todas os testes em comparação com o grupo controle, e esse comprometimento pode ser pelo menos, parcialmente mediado pela ativação de uma resposta imunológica mediada pela glia e pela regulação positiva de TSPO. Conclusões: TSPO-PET pode ser potencialmente usado como um biomarcador de imagem para ativação microglial e comprometimento cognitivo de longo prazo pós-meningite. Além disso, este estudo abre um novo caminho para o uso de ligantes de TSPO como possível terapia na prevenção de sequelas neurológicas induzidas pela meningite pneumocócica.
Título do Evento
XII Semana de Ciência e Tecnologia
Título dos Anais do Evento
Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense)
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital

Como citar

MOURA, Rafael Da Silva De et al.. TRAJETÓRIAS DE NEUROINFLAMAÇÃO PRECEDEM O COMPROMETIMENTO COGNITIVO APÓS MENINGITE EXPERIMENTAL.. In: Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense). Anais...Criciúma(SC) UNESC, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/sct2021/414976-TRAJETORIAS-DE-NEUROINFLAMACAO-PRECEDEM-O-COMPROMETIMENTO-COGNITIVO-APOS-MENINGITE-EXPERIMENTAL. Acesso em: 18/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes