FLORÍSTICA DE RESTINGA ARBUSTIVA NO SUL DA SANTA CATARINA, BRASIL

Publicado em 23/09/2022 - ISSN: 2237-8073

Título do Trabalho
FLORÍSTICA DE RESTINGA ARBUSTIVA NO SUL DA SANTA CATARINA, BRASIL
Autores
  • Camila Nagel Machado
  • Iara Zaccaron Zanoni
  • Amanda Vieira Matiola
  • Micael De Bona
  • Victoria Riella
  • Beatriz Luiz Sebastião
  • Júlia Gava
  • Guilherme Alves Elias
  • Robson dos Santos
Modalidade
Pesquisa - Resumo Concluído
Área temática
Humanidades, Ciências e Educação - Ciências Biológicas
Data de Publicação
23/09/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/sct2021/414782-floristica-de-restinga-arbustiva-no-sul-da-santa-catarina-brasil
ISSN
2237-8073
Palavras-Chave
Planície Litorânea, Biodiversidade, Mata Atlântica
Resumo
A Restinga é um conjunto de ecossistemas costeiros associado ao bioma Mata Atlântica. Conhecida pela versatilidade, resiliência e grande biodiversidade, reúne características peculiares e grande diversidade fitofisionomica. Apesar de ser um ambiente com elevada complexidade sistêmica, é considerada um dos ecossistemas mais ameaçados de extinção, em função da pressão antrópica motivada, principalmente, pela especulação imobiliária, mineração de areia e pela introdução de espécies exóticas. Dessa forma, buscando aprimorar o conhecimento a respeito da Restinga sul catarinense, que ainda é pouco estudada, este trabalho teve como objetivo descrever a composição florística das espécies de arbustos e árvores presentes na Restinga arbustiva no município de Içara, litoral sul de Santa Catarina. Para a caracterização da vegetação foi realizado levantamento florístico pelo método de caminhamento. Os indivíduos arbustivos e arbóreos amostrados foram identificados em campo, quando possível, e aqueles que não puderam ser identificados in loco foram coletados, herborizados e identificados no Herbário Pe. Dr. Raulino Reitz (CRI), com auxílio de bibliografia especializada e comparação com exsicatas. Para esta análise, foram reunidas informações de cada espécie, principalmente as relativas às síndromes de dispersão e aos grupos ecológicos. Para este último dado, foram consultados estudos realizados na região sul de Santa Catarina, bem como por observações feitas no momento da amostragem. O levantamento florístico das espécies arbustivas e arbóreas contemplou 16 espécies pertencentes a 13 gêneros e 10 famílias botânicas. A família com maior riqueza específica foi Myrtaceae, com quatro espécies, seguida por Asteraceae com três espécies. Essas duas famílias juntas, representam 43% do total de espécies amostradas. Em relação ao grupo ecológico das espécies, sete foram classificadas como pioneiras, cinco como secundárias iniciais e apenas uma espécie foi classificada como secundária tardia, ou seja, 93% das espécies foram classificadas como espécies de início de sucessão ecológica (pioneiras + secundárias iniciais). Com relação às síndromes de dispersão, 75% das espécies foram classificadas como zoocóricas. Adicionalmente, uma das espécies amostradas (Butia catarinensis Noblick & Lorenzi) está listada como Em Perigo (EN) pela Lista Oficial de Espécies de Flora Ameaçadas no Estado de Santa Catarina. Diante desses resultados, pode-se elucidar a importância desse levantamento florístico como uma fonte de informações a respeito das Restingas do sul de Santa Catarina, bem como, para estudos e projetos subsequentes
Título do Evento
XII Semana de Ciência e Tecnologia
Título dos Anais do Evento
Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense)
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital

Como citar

MACHADO, Camila Nagel et al.. FLORÍSTICA DE RESTINGA ARBUSTIVA NO SUL DA SANTA CATARINA, BRASIL.. In: Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense). Anais...Criciúma(SC) UNESC, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/sct2021/414782-FLORISTICA-DE-RESTINGA-ARBUSTIVA-NO-SUL-DA-SANTA-CATARINA-BRASIL. Acesso em: 25/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes