IMPACTOS DO TRATAMENTO COM ANTIDEPRESSIVOS E PROBIÓTICO SOBRE PARÂMETROS DO ESTRESSE OXIDATIVO EM RATOS MACHOS E FÊMEAS EXPOSTOS À PRIVAÇÃO MATERNA

Publicado em 23/09/2022 - ISSN: 2237-8073

Título do Trabalho
IMPACTOS DO TRATAMENTO COM ANTIDEPRESSIVOS E PROBIÓTICO SOBRE PARÂMETROS DO ESTRESSE OXIDATIVO EM RATOS MACHOS E FÊMEAS EXPOSTOS À PRIVAÇÃO MATERNA
Autores
  • Lara Resendes Cichella
  • Anelise Scussel Carlessi
  • Larissa Raupp Maciel
  • Natália Maciel
  • Maria Eduarda Botelho
  • ALEX PAULO ZEFERINO PADILHA
  • Nicoly Serafim Martinello
  • Fabricia Cardoso Petronilho
  • Gislaine Zilli Réus
Modalidade
Pesquisa - Resumo Concluído
Área temática
Ciências da Saúde - Neurociências
Data de Publicação
23/09/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/sct2021/414507-impactos-do-tratamento-com-antidepressivos-e-probiotico-sobre-parametros-do-estresse-oxidativo-em-ratos-machos-e-
ISSN
2237-8073
Palavras-Chave
Escitalopram, cetamina, transtorno depressivo maior, modelo animal de depressão, ratos wistar.
Resumo
A fisiopatologia do transtorno depressivo maior (TDM) envolve, entre outros fatores, o estresse oxidativo (EO). A relação EO e TDM pode ser analisada por parâmetros como níveis de espécies reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS), carbonilação de proteína, atividade do superóxido dismutase (SOD) e catalase (CAT). Este estudo avaliou os parâmetros de EO em ratos tratados com antidepressivos (AD) e probiótico, submetidos a privação materna (PM), a fim de ver impactos dos AD no EO. Ratos Wistar machos e fêmeas foram submetidos à PM (n = 15 por grupo) nos 10 primeiros dias pós-natal (DPN), por 3 horas/dia, e depois randomizados para receber salina, escitalopram, probiótico ou cetamina. Os ratos não privados (controle, n = 10-12 por grupo) receberam salina. Os parâmetros foram avaliados no soro, córtex frontal (CF) e hipocampo no DPN11 e 61. O DPN11 foi avaliado pelo teste t Student e DPN61 com ANOVA uma via seguido por post-hoc de Tukey. Diferenças entre interação sexo e grupos foram determinadas por ANOVA de duas vias. Foram considerados significativos valores p < 0,05. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética no Uso de Animais (032/2019-1). No DPN11, a PM aumentou TBARS no soro de fêmeas e a carbonilação de proteína no CF de machos, reduziu SOD e CAT no soro de fêmeas e CAT no hipocampo e soro de machos. CAT diferiu na interação sexo no hipocampo e no soro. Já sobre DPN61, TBARS em fêmeas aumentou no CF, mas o escitalopram e probiótico reverteram, no soro todos tratamentos reduziram TBARS comparados ao controle e só o probiótico teve diferença em relação aos privados. Em machos, cetamina e probiótico reduziram TBARS em relação ao controle e privados no CF, e após tratamento com escitalopram e probiótico no soro em relação aos privados. A carbonilação de proteínas aumentou no cérebro e soro de fêmeas privadas, o probiótico reduziu tais níveis no CF e todos os tratamentos reduziram no hipocampo e soro. Em machos houve aumento na carbonilação de proteínas dos privados no CF e no soro e apenas o probiótico reduziu no CF. Na carbonilação de proteínas houve diferença na interação sexo e grupos no hipocampo para os privados. SOD reduziu no hipocampo de fêmeas privadas e o probiótico reverteu. Em machos, a SOD reduziu no CF e no hipocampo dos privados, mas o probiótico reverteu. Na SOD houve diferença na interação sexo e grupos no CF com cetamina. A CAT reduziu no CF, no hipocampo e no soro de fêmeas privadas e apenas o probiótico no soro foi capaz de aumentar. Em machos, a CAT reduziu no soro de privados e só o escitalopram e cetamina aumentaram ela no soro. No CF o escitalopram reduziu a CAT comparado ao controle, e no hipocampo o probiótico aumentou a CAT quando comparado aos privados. O escitalopram e a cetamina obtiveram efeitos já conhecidos, mas com a diversidade dos sexos e fases do desenvolvimento num único estudo. O probiótico teve resultados satisfatórios em todos os aspectos avaliados, sugerindo uma opção de tratamento relevante.
Título do Evento
XII Semana de Ciência e Tecnologia
Título dos Anais do Evento
Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense)
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital

Como citar

CICHELLA, Lara Resendes et al.. IMPACTOS DO TRATAMENTO COM ANTIDEPRESSIVOS E PROBIÓTICO SOBRE PARÂMETROS DO ESTRESSE OXIDATIVO EM RATOS MACHOS E FÊMEAS EXPOSTOS À PRIVAÇÃO MATERNA.. In: Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense). Anais...Criciúma(SC) UNESC, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/sct2021/414507-IMPACTOS-DO-TRATAMENTO-COM-ANTIDEPRESSIVOS-E-PROBIOTICO-SOBRE-PARAMETROS-DO-ESTRESSE-OXIDATIVO-EM-RATOS-MACHOS-E-. Acesso em: 21/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes