ESTRUTURA DA COMUNIDADE ARBÓREA DO PARQUE NATURAL MUNICIPAL XOKLENG, EM NOVA VENEZA, SUL DE SANTA CATARINA.

Publicado em 23/09/2022 - ISSN: 2237-8073

Título do Trabalho
ESTRUTURA DA COMUNIDADE ARBÓREA DO PARQUE NATURAL MUNICIPAL XOKLENG, EM NOVA VENEZA, SUL DE SANTA CATARINA.
Autores
  • Júlia Gava Sandrini
  • Micael De Bona
  • Victoria Riella
  • Iara Zaccaron Zanoni
  • Amanda Vieira Matiola
  • Vicente Nava Lenhani
  • Robson dos Santos
  • Vanilde Citadini Zanette
  • Guilherme Alves Elias
Modalidade
Pesquisa - Resumo em Andamento
Área temática
Humanidades, Ciências e Educação - Ciências Biológicas
Data de Publicação
23/09/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/sct2021/413644-estrutura-da-comunidade-arborea-do-parque-natural-municipal-xokleng-em-nova-veneza-sul-de-santa-catarina
ISSN
2237-8073
Palavras-Chave
Fitossociologia, Unidade de Conservação, Floresta Ombrófila Densa Submontana, Mata Atlântica.
Resumo
As Unidades de Conservação Municipais representam importantes espaços de proteção de remanescentes florestais do bioma Mata Atlântica, um dos 34 hotspots mundiais de biodiversidade. Nesse sentido, estudos com enfoque na comunidade vegetal fornecem dados para o conhecimento da biodiversidade e desenvolvimento de planos de manejo, que irão nortear a gestão desses espaços e garantir efetividade em sua conservação. Entretanto, o conhecimento da diversidade em UCs municipais é escasso e existem lacunas de conhecimento a serem preenchidas. O objetivo deste estudo é avaliar a fitossociologia e diversidade arbórea da Floresta Ombrófila Densa Submontana no Parque Natural Municipal Xokleng (PNMX), uma UC de Proteção Integral, de 3,4 ha, inserida na zona urbana de Nova Veneza, sul de Santa Catarina. O PNMX é composto por três fitofisionomias, sendo elas: uma área alagada, uma área antropizada e uma área florestal secundária em estágio médio de regeneração natural. O levantamento fitossociológico está sendo realizado desde abril de 2021 na porção florestal do PNMX. Para isso, empregou-se o método de parcelas conforme Mueller-Dombois & Ellenberg (2002), em que foi estabelecida uma unidade amostral de 3.000 m², subdividida em 30 parcelas de 10m x 10m. As parcelas e árvores levantadas foram enumeradas sequencialmente em planilha, onde foram transcritos o número da parcela e do indivíduo, nome científico, PAP (perímetro à altura do peito) e altura. A amostragem foi realizada em indivíduos, incluindo palmeiras e samambaias, com diâmetro à altura do peito (DAP) superior ou igual a 5 cm; já a altura foi estimada visual e comparativamente com base na haste de coletas. Indivíduos férteis ou pertencentes a espécies não determinadas em campo foram herborizados para posterior identificação através de chaves analíticas, comparação com o acervo do Herbário Pe. Dr. Raulino Reitz (CRI) e de outros herbários, descrição em estudos ou consulta a especialistas. As espécies foram agrupadas em famílias, seguindo APG IV (2016), e indivíduos férteis foram catalogados e depositados no Herbário CRI. Até o momento foram levantados 508 indivíduos e 72 espécies, pertencentes a 58 gêneros, distribuídos em 29 famílias. Os parâmetros fitossociológicos não foram estimados pois o levantamento, a tabulação e a análise dos dados estão em andamento. Ao final do estudo, espera-se uma maior diversidade de espécies no PNMX, além de uma estrutura arbórea semelhante a de outros fragmentos urbanos em estágio médio de regeneração da região. Espera-se, também, que as maiores frequências sejam de espécies características de fragmentos nesse estágio de regeneração, como Allophylus edulis (A.St.-Hil. et al.) Hieron. ex Niederl., Cabralea canjerana (Vell.) Mart., Machaerium stipitatum Vogel, Euterpe edulis Mart. e Mollinedia triflora (Spreng.) Tul. Por fim, ressalta-se a importância de estudos fitossociológicos em UCs, já que são indispensáveis para o entendimento da estrutura vegetal e sua conservação.
Título do Evento
XII Semana de Ciência e Tecnologia
Título dos Anais do Evento
Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense)
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital

Como citar

SANDRINI, Júlia Gava et al.. ESTRUTURA DA COMUNIDADE ARBÓREA DO PARQUE NATURAL MUNICIPAL XOKLENG, EM NOVA VENEZA, SUL DE SANTA CATARINA... In: Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense). Anais...Criciúma(SC) UNESC, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/sct2021/413644-ESTRUTURA-DA-COMUNIDADE-ARBOREA-DO-PARQUE-NATURAL-MUNICIPAL-XOKLENG-EM-NOVA-VENEZA-SUL-DE-SANTA-CATARINA. Acesso em: 19/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes