DIVERSIDADE ARBÓREA DO PARQUE NATURAL MUNICIPAL XOKLENG, EM NOVA VENEZA, SUL DE SANTA CATARINA.

Publicado em 23/09/2022 - ISSN: 2237-8073

Título do Trabalho
DIVERSIDADE ARBÓREA DO PARQUE NATURAL MUNICIPAL XOKLENG, EM NOVA VENEZA, SUL DE SANTA CATARINA.
Autores
  • Júlia Gava Sandrini
  • Micael De Bona
  • Victoria Riella
  • Amanda Vieira Matiola
  • Iara Zaccaron Zanoni
  • Vicente Nava Lenhani
  • Robson dos Santos
  • Vanilde Citadini Zanette
  • Guilherme Alves Elias
Modalidade
Pesquisa - Resumo em Andamento
Área temática
Humanidades, Ciências e Educação - Ciências Biológicas
Data de Publicação
23/09/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/sct2021/413549-diversidade-arborea-do-parque-natural-municipal-xokleng-em-nova-veneza-sul-de-santa-catarina
ISSN
2237-8073
Palavras-Chave
Florística, Unidade de Conservação, Floresta Ombrófila Densa Submontana, Mata Atlântica.
Resumo
O bioma Mata Atlântica é considerado um dos 34 hotspots mundiais devido à elevada presença de espécies endêmicas e ao seu estado avançado de degradação, configurando um dos locais prioritários para a conservação da biodiversidade no planeta. Nesse sentido, uma das formas mais efetivas de conservação das florestas é a criação de Unidades de Conservação (UCs), espaços protegidos que garantem a preservação e a manutenção de serviços ambientais essenciais, como a polinização e a proteção de mananciais. Neste contexto, levantamentos florísticos são importantes pois fornecem dados qualitativos fundamentais para a caracterização e o entendimento das comunidades vegetais e, em áreas protegidas, servem de subsídio para novos estudos e para o desenvolvimento de planos de manejo. O objetivo deste estudo é avaliar a composição florística e a diversidade de espécies da Floresta Ombrófila Densa Submontana no Parque Natural Municipal Xokleng (PNMX), uma UC de Proteção Integral, de 3,4 ha, na zona urbana de Nova Veneza, sul de Santa Catarina. O PNMX é composto por três fitofisionomias: um espaço úmido com a presença de espécies higrófitas, uma área antropizada com espécies exóticas plantadas para consumo humano e uma área florestal secundária em estágio médio de regeneração natural. O levantamento de dados para este estudo está sendo realizado desde abril de 2021 e prosseguirá até julho de 2022. O principal método utilizado é o de caminhamento, conforme descrito por Filgueiras et al. (1994) e, secundariamente, os dados são obtidos do estudo fitossociológico realizado concomitante a este estudo, pelo método de parcelas. Os indivíduos férteis ou aqueles pertencentes a espécies não determinadas em campo foram herborizados para posterior identificação através de chaves analíticas, comparação com o material depositado no Herbário Pe. Dr. Raulino Reitz (CRI) e outros herbários, descrição em estudos especializados ou consulta a especialistas. Conforme identificadas, as espécies foram agrupadas em famílias seguindo APG IV (2016) e os indivíduos férteis foram catalogados e depositados no acervo do Herbário CRI. Até o momento foram identificadas 77 espécies arbóreas, pertencentes a 62 gêneros e 29 famílias. As famílias com maior riqueza de espécies foram Myrtaceae (12), Lauraceae (08), Fabaceae (06), Rubiaceae (05), Moraceae (04) e Meliaceae (04), sendo que juntas abrigam cerca de 50% da diversidade de espécies arbóreas do PNMX. Espera-se que, ao final do estudo, seja encontrada uma maior diversidade de espécies da Floresta Ombrófila Densa Submontana no PNMX. Entretanto, é esperada uma baixa riqueza específica comparada a outros estudos na região, ao passo que o fragmento estudado sofreu uma série de perturbações antrópicas nas últimas décadas. Por fim, ressalta-se a importância de estudos florísticos em UCs, já que são necessários para o entendimento do status da vegetação local e para a compreensão dos desafios a serem enfrentados na conservação destas áreas.
Título do Evento
XII Semana de Ciência e Tecnologia
Título dos Anais do Evento
Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense)
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital

Como citar

SANDRINI, Júlia Gava et al.. DIVERSIDADE ARBÓREA DO PARQUE NATURAL MUNICIPAL XOKLENG, EM NOVA VENEZA, SUL DE SANTA CATARINA... In: Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense). Anais...Criciúma(SC) UNESC, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/sct2021/413549-DIVERSIDADE-ARBOREA-DO-PARQUE-NATURAL-MUNICIPAL-XOKLENG-EM-NOVA-VENEZA-SUL-DE-SANTA-CATARINA. Acesso em: 18/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes