AVALIAÇÃO DO EFEITO FARMACOLÓGICO DA NALTREXONA EM PEIXES-ZEBRA EXPOSTOS À UM MODELO DE EXPOSIÇÃO INTERMITENTE AO ÁLCOOL

Publicado em 23/09/2022 - ISSN: 2237-8073

Título do Trabalho
AVALIAÇÃO DO EFEITO FARMACOLÓGICO DA NALTREXONA EM PEIXES-ZEBRA EXPOSTOS À UM MODELO DE EXPOSIÇÃO INTERMITENTE AO ÁLCOOL
Autores
  • Karolyne De Pieri Pickler
  • Henrique Teza Bernardo13972
  • Ana Caroline Salvador de Farias
  • Eduardo Ronconi Dondossola
  • Samira Leila Baldin
  • Eduardo Pacheco Rico
Modalidade
Pesquisa - Resumo Concluído
Área temática
Ciências da Saúde - Ciências Biomédicas
Data de Publicação
23/09/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
www.even3.com.br/Anais/sct2021/410968-AVALIACAO-DO-EFEITO-FARMACOLOGICO-DA-NALTREXONA-EM-PEIXES-ZEBRA-EXPOSTOS-A-UM-MODELO-DE-EXPOSICAO-INTERMITENTE-AO
ISSN
2237-8073
Palavras-Chave
Tratamentos, exposição, sistema opioide, repetida exposição.
Resumo
Introdução: A ansiedade é um dos sintomas negativos que surgem como reflexo de uma série de complexas mudanças neurais. O uso abusivo de substâncias viciantes, como o álcool, é responsável por importante morbimortalidade em todo o mundo. Dentre os sistemas envolvidos, evidências têm demonstrado o papel do sistema opioide na modulação da ansiedade, tornando-o um alvo terapêutico promissor. O peixe-zebra já é muito utilizado como modelo animal para estudar os efeitos de várias substâncias no cérebro dos vertebrados devido a uma série de vantagens práticas desta espécie e sua similaridade com os humanos a nível neuronal, e podendo ser considerado um modelo promissor no estudo da neurobiologia do sistema opioide. Objetivo: Este projeto tem como objetivo avaliar a modulação farmacológica opioide em peixes-zebra submetidos ao modelo de exposição repetido ao etanol e tratados com naltrexona. Materiais e métodos: Durante a fase experimental os animais passaram por exposição diária de 20 minutos a uma solução com 1% de etanol (v/v) durante oito dias e nos últimos 3 dias com naltrexona por 20 minutos diários em diferentes concentrações de naltrexona, sendo divididos em grupos: ERE + tratamento NTX 0,54µM; ERE + tratamento NTX 2,7µM; ERE + tratamento NTX 13,5µM; tratamento NTX 0,54µM; tratamento NTX 2,7µM; tratamento NTX 13,5µM e sem exposição ao etanol e NTX. O teste Novel Tank permite avaliar o comportamento ansioso conforme o número de entradas e tempos de permanência em cada zona: topo e fundo do aquário. Resultados: A naltrexona induziu um efeito ansiolítico a 2,7 µM, diminuindo o tempo gasto na parte inferior do aparelho e aumentando o tempo gasto na parte superior e no meio. No mesmo teste, a maior concentração de 13,5µM, o padrão locomotor do peixe-zebra foi suscetível à diminuição da distância percorrida e da velocidade média. Estes resultados demonstram que diferentes concentrações de naltrexona são capazes de induzir comportamento ansiolítico em peixes-zebra adultos. Conclusão: Esses achados contribuem para abordagens de comportamento relacionado a transtornos neuropsiquiátricos visando o sistema opioide neste modelo animal e criam novas perspectivas para mais estudos a respeito dos seus efeitos neurobiológicos no sistema opioide.
Título do Evento
XII Semana de Ciência e Tecnologia
Título dos Anais do Evento
Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense)
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital

Como citar

PICKLER, Karolyne De Pieri et al.. AVALIAÇÃO DO EFEITO FARMACOLÓGICO DA NALTREXONA EM PEIXES-ZEBRA EXPOSTOS À UM MODELO DE EXPOSIÇÃO INTERMITENTE AO ÁLCOOL.. In: Anais da Semana de Ciência e Tecnologia (Universidade do Extremo Sul Catarinense). Anais...Criciúma(SC) UNESC, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/sct2021/410968-AVALIACAO-DO-EFEITO-FARMACOLOGICO-DA-NALTREXONA-EM-PEIXES-ZEBRA-EXPOSTOS-A-UM-MODELO-DE-EXPOSICAO-INTERMITENTE-AO. Acesso em: 18/04/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes