A IMPORTÂNCIA DA AULA PRÁTICA E DO CANTEIRO NO ENSINO SOBRE PATRIMÔNIO CULTURAL

Publicado em 13/10/2022 - ISBN: 978-65-5941-853-4

DOI
10.29327/178166.13-6
Título do Trabalho
A IMPORTÂNCIA DA AULA PRÁTICA E DO CANTEIRO NO ENSINO SOBRE PATRIMÔNIO CULTURAL
Autores
  • Thaís Cristina Silva de Souza
  • Elaine Ferreira Chagas
  • Paulo César Nogueira Borges
Modalidade
Resumo
Área temática
Eixo 6 – Educação patrimonial na escola
Data de Publicação
13/10/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
www.even3.com.br/Anais/mestreseconselheiros2022/493729-A-IMPORTANCIA-DA-AULA-PRATICA-E-DO-CANTEIRO-NO-ENSINO-SOBRE-PATRIMONIO-CULTURAL
ISBN
978-65-5941-853-4
Palavras-Chave
educação, patrimônio cultural, canteiro, ofícios, ensino
Resumo
Este artigo apresenta a importância das aulas práticas no canteiro, dentro da disciplina sobre patrimônio cultural. Tem por objetivo ressaltar a importância da relação entre os conceitos teóricos e as experiências vivenciadas na graduação, dentro da disciplina intitulada Técnicas Retrospectivas, no curso de arquitetura e urbanismo do Instituto Federal de São Paulo, campus São Paulo, com vistas ao melhor desempenho profissional dos discentes. Esta disciplina discute o patrimônio cultural edificado, estimulando o desenvolvimento da reflexão crítica sobre as práticas projetuais em edifícios, embasadas em conhecimentos de teoria e história do restauro, respeitando-se a legislação patrimonial, que devem estar muito bem articuladas com os conhecimentos do tecido urbano pré-existente, suas técnicas construtivas e patologias das edificações. A discussão sobre o ensino de arquitetura e patrimônio construído vem ganhando espaço no Brasil, e no mundo desde os anos 1950, evidenciando um amadurecendo quanto às práticas e os conteúdos teóricos presentes na graduação e cursos de pós grado. O artigo objetiva demonstrar como uma oficina realizada sobre ornatos em gesso no canteiro da instituição em 2022, aproxima os discentes destes conteúdos práticos necessários, evidenciando a importância desta articulação entre as experiências e os conceitos teóricos, focados no ofício do técnico-especialista em gesso. As superfícies e pré-moldados em gesso são encontrados na decoração arquitetônica em diversos estilos, sendo comuns no Brasil nos forros e paredes do casario do século XIX e XX, além de catedrais, igrejas, museus, antigas escolas e fazendas históricas, sendo ainda um material recorrente na arte religiosa. A oficina demonstrou a relevância do especialista em gesso nas obras de restauro, com seus saberes e técnicas, e possibilitou a execução de peças em gesso pelos estudantes. Onde o processo de entender a composição química, construir/manipular o gesso, encher a forma e “desenformar” os ornatos permitiu uma aproximação mais significativa com o tema, tornando o evento em uma experiência única dentro do canteiro, através da vivência, que entrelaça as informações teóricas com a prática.
Título do Evento
13º Mestres e Conselheiros
Cidade do Evento
Belo Horizonte
Título dos Anais do Evento
Anais do 13º Mestres e Conselheiros: o futuro do patrimônio
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI

Como citar

SOUZA, Thaís Cristina Silva de; CHAGAS, Elaine Ferreira; BORGES, Paulo César Nogueira. A IMPORTÂNCIA DA AULA PRÁTICA E DO CANTEIRO NO ENSINO SOBRE PATRIMÔNIO CULTURAL.. In: Anais do 13º Mestres e Conselheiros: o futuro do patrimônio. Anais...Belo Horizonte(MG) UFMG, 2022. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/mestreseconselheiros2022/493729-A-IMPORTANCIA-DA-AULA-PRATICA-E-DO-CANTEIRO-NO-ENSINO-SOBRE-PATRIMONIO-CULTURAL. Acesso em: 28/02/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes