AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DE TIMECTOMIAS EM PACIENTES COM MIASTENIA GRAVIS

Publicado em 10/03/2023 - ISBN: 978-85-5722-648-7

Título do Trabalho
AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DE TIMECTOMIAS EM PACIENTES COM MIASTENIA GRAVIS
Autores
  • Miguel de Oliveira Ferreira Soares
  • Felipe Buzzati Marinho Carneiro
  • Carolyne Stephany de Oliveira Gouvea
  • Henrique Magalhães da Silva Cunha
  • Iasmim Silva Menezes
  • Gabriela Baêta Barbosa Leite
  • Uiara Martins Braga
Modalidade
Resumo
Área temática
Outras áreas da saúde
Data de Publicação
10/03/2023
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/ii-congresso-nacional-de-trauma-e-medicina-de-emergencia-293952/611402-avaliacao-da-eficacia-de-timectomias-em-pacientes-com-miastenia-gravis
ISBN
978-85-5722-648-7
Palavras-Chave
Miastenia Gravis, Timectomia, Timo
Resumo
Introdução: A Miastenia Gravis é uma doença autoimune caracterizada pela produção de auto-anticorpos contra os receptores nicotínicos de acetilcolina presente nos músculos, competindo com os neurotransmissores e acarretando em fadiga muscular precoce progredindo para paralisia muscular. Sabe-se, ainda, que a Miastenia Gravis é a doença autoimune mais comum associada ao timoma. No entanto, não se sabe a função que o timo exerce no desenvolvimento dessa doença, apesar disso, há inúmeros casos de timectomia realizadas em pacientes portadores de Miastenia Gravis e timoma que obtiveram resultados positivos, tornando essa cirurgia um tratamento cirúrgico seguro e eficaz. Objetivo: Avaliar a eficácia da cirurgia de timectomia em pacientes com Miastenia Gravis. Metodologia: Foi realizada uma revisão de literatura a partir de 10 artigos científicos selecionados nas bases de dados “Scielo” e “Pubmed”, com os seguintes descritores: “Myasthenia Gravis", “Thymoma” e “Thoracic Surgery”. Critérios de inclusão: ser um estudo de série de casos, ensaio clínico aleatorizado; publicação de revistas de impacto internacional; ser de diretriz de sociedade médica reconhecida. Critérios de exclusão: artigos de revisão, meta-análise e estudos que não respondiam à pergunta norteadora. Resultados: Do total de pacientes seguidos com Miastenia Gravis, 23,3% dos pacientes não mais necessitam da medicação após a realização da timectomia, indicando total remissão da doença e 76,7% persistem tomando medicação, ainda que em doses menores quando comparadas àquelas pré-operatórias. A maior parte das complicações cirúrgicas ocorrem geralmente em pacientes que necessitam de uma retirada extensa de timomas em estágios mais avançados, o que demonstra a segurança na realização do procedimento. Além disso, a comparação entre a taxa de remissão da timectomia transesternal básica com relação a estendida após um período de 4 anos da cirurgia é de 16,7% e 46,6%, respectivamente. Conclusão: Os pacientes com Miastenia Gravis são evidentemente beneficiados pela remoção cirúrgica do timo, já que parte deles obtêm completa remissão dos sintomas da doença sem a necessidade do uso da medicação anti-colinesterase.
Título do Evento
II Congresso Nacional de Trauma e Medicina de Emergência
Título dos Anais do Evento
Anais do II Congresso Nacional de Trauma e Medicina de Emergência
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

SOARES, Miguel de Oliveira Ferreira et al.. AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DE TIMECTOMIAS EM PACIENTES COM MIASTENIA GRAVIS.. In: Anais do II Congresso Nacional de Trauma e Medicina de Emergência. Anais...Manaus(AM) Manaus, 2023. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/ii-congresso-nacional-de-trauma-e-medicina-de-emergencia-293952/611402-AVALIACAO-DA-EFICACIA-DE-TIMECTOMIAS-EM-PACIENTES-COM-MIASTENIA-GRAVIS. Acesso em: 21/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes