IDENTIFICAÇÃO E MANEJO DA COAGULAÇÃO INTRAVASCULAR DISSEMINADA (CIVD) ASSOCIADA À SEPSE NA EMERGÊNCIA

Publicado em 10/03/2023 - ISBN: 978-85-5722-648-7

Título do Trabalho
IDENTIFICAÇÃO E MANEJO DA COAGULAÇÃO INTRAVASCULAR DISSEMINADA (CIVD) ASSOCIADA À SEPSE NA EMERGÊNCIA
Autores
  • Paulo Luy Alencar Vieira Mariano
  • Uânderson de Mattos Fonseca
  • Daniel de Cristo da Silva Filho
  • Randu Moreira Marques
Modalidade
Resumo simples
Área temática
Urgência e Emergência
Data de Publicação
10/03/2023
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/ii-congresso-nacional-de-trauma-e-medicina-de-emergencia-293952/609860-identificacao-e-manejo-da-coagulacao-intravascular-disseminada-(civd)-associada-a-sepse-na-emergencia
ISBN
978-85-5722-648-7
Palavras-Chave
Coagulopatia de consumo. Tratamento. Emergência.
Resumo
Introdução: Intimamente relacionada à doenças como sepse, câncer, complicações obstétricas e traumas, a coagulação intravascular disseminada (CIVD) - uma desordem sistêmica da hemostasia secundária - é resultado do desequilíbrio entre os mecanismos pró-trombóticos e fibrinolíticos, o que resulta na (1) síntese exacerbada de fibrina e sua deposição na microcirculação, levando à isquemia dos órgãos mais gravemente afetados, e na (2) diátese hemorrágica, em razão da depleção de plaquetas e fatores de coagulação. Desse modo, a identificação precoce do distúrbio e o manejo adequado são essenciais para redução tanto da sua morbidade, quanto da sua mortalidade. Objetivo: O estudo tem por objetivo discorrer sobre a identificação de casos de CIVD em pacientes sépticos internados nas Unidades e Terapia Intensiva (UTI) e como deve ocorrer o tratamento destes. Metodologia: Consiste em uma pesquisa bibliográfica que utilizou as principais bases de dados on-line: Biblioteca Virtual em Saúde, SciELO e PubMed. Para obtenção dos materiais, foram utilizados os seguintes descritores: “Coagulação Intravascular Disseminada”, “Coagulação Intravascular Disseminada Associada à Sepse”, “Manejo da CIVD”. Foram considerados artigos publicados entre os anos “2018” a “2022”, sendo excluídos estudos incompletos e/ou que não apresentem informações relevantes para abordagem do tema proposto. Resultados: O diagnóstico da CIVD se baseia na presença de (1) outras condições associadas, como a sepse, (2) sintomas característicos, como isquemia tecidual, e (3) exames alterados, como a contagem de plaquetas, tempo de protrombina, tempo de tromboplastina parcial ativada, etc. O tratamento é individualizado e consiste basicamente no manejo da condição subjacente à CIVD, no uso de anticoagulantes – como heparina de baixo peso molecular – ou reposição de plaquetas e fatores de coagulação - a fim de prevenir a hemorragia. Conclusão: A CIVD contribui significativamente para o agravo das condições às quais está relacionada. Sendo assim, a compreensão meticulosa desta patologia, o diagnóstico precoce e o manejo adequado são essenciais para o tratamento do paciente e a melhora do seu prognóstico.
Título do Evento
II Congresso Nacional de Trauma e Medicina de Emergência
Título dos Anais do Evento
Anais do II Congresso Nacional de Trauma e Medicina de Emergência
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

MARIANO, Paulo Luy Alencar Vieira et al.. IDENTIFICAÇÃO E MANEJO DA COAGULAÇÃO INTRAVASCULAR DISSEMINADA (CIVD) ASSOCIADA À SEPSE NA EMERGÊNCIA.. In: Anais do II Congresso Nacional de Trauma e Medicina de Emergência. Anais...Manaus(AM) Manaus, 2023. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/ii-congresso-nacional-de-trauma-e-medicina-de-emergencia-293952/609860-IDENTIFICACAO-E-MANEJO-DA-COAGULACAO-INTRAVASCULAR-DISSEMINADA-(CIVD)-ASSOCIADA-A-SEPSE-NA-EMERGENCIA. Acesso em: 13/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes