EFEITO DOS ALCALÓIDES TROPANOS NA VIABILIDADE CELULAR IN VITRO EM LINHAGENS DE CÂNCER DE PULMÃO RESISTENTE E NÃO RESISTENTE A CISPLATINA

Publicado em 08/04/2024 - ISBN: 978-65-272-0388-9

Título do Trabalho
EFEITO DOS ALCALÓIDES TROPANOS NA VIABILIDADE CELULAR IN VITRO EM LINHAGENS DE CÂNCER DE PULMÃO RESISTENTE E NÃO RESISTENTE A CISPLATINA
Autores
  • ROBERT DE SOUSA BASTOS
  • Jéssica Almeida Mota
  • Maria Fernanda Madrid Mendoza
  • Davi Nascimento Costa
  • Rocha D.D
  • Claudia do Ò Pessoa
  • MANOEL ODORICO DE MORAES FILHO
Modalidade
RESUMO
Área temática
Testes in vitro e in vivo de Produtos Bioativos
Data de Publicação
08/04/2024
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/i-simposio-de-biotecnologia-do-semiarido-383474/753557-efeito-dos-alcaloides-tropanos-na-viabilidade-celular-in-vitro-em-linhagens-de-cancer-de-pulmao-resistente-e-nao-
ISBN
978-65-272-0388-9
Palavras-Chave
Oncologia; Resistência a multiplas drogas; Alcalóides Tropanos; in vitro
Resumo
INTRODUÇÃO: A taxa de sobrevida após cinco anos de diagnóstico do câncer de pulmão é de 18%, o que pode ser reduzido pela resistência à químioterápicos. A cisplatina (DDP) é um dos principais farmácos utilizados no combater desse câncer, mas tem se mostrado pouco efetiva para casos de resistência. A partir disso, estudos buscam desenvolver e avaliar moléculas capazes de reverter ou combater tal processo, como por exemplo, o grupo de metabólitos secundários dos alcalóides tropânicos (AKTs) que estão envolvidos em processos etnofarmacológicos diversos, como citotoxicidade. OBJETIVO: Avaliar a citotoxicidade in vitro a partir da IC50 apresentada pelas linhagens A549 e A549RC (Resistêntes a DDP) expostas aos AKTs: EB-PA e EB-PB. METODOLOGIA: As células A549 e A549RC foram colhidas por tripsinização e semeadas em 7,5×104 cél/mL em placas de 96 poços, após 24h foram incubadas com DDP para determinação da IC50 no tempo de 72h, incubadas 50-200 µM de DDP respetivamente. Além disso, foi determinada a citotoxicidade dos AKTs após o tratamento comparação com o controle positivo Verapamil (modulador MDR de 1º geração). Posteriormente, foi calculado o índice de resistência (IR), pela razão do IC50 de A549RC resistentes sobre IC50 da A549 para a determinação da quimioresistência (IR =2). Após 72h, o reagente Resazurin 31,2 µg/mL foi adicionado a cada poço e incubado por 4h e a fluorescência foi medida a 560/590 nm no espectrofotómetro. Além disso, foi avaliado IC50 de todas as amostras na linhagem de fibroblasto de pulmão não tumoral (MCR-5) para determinar a seletividade, no qual os valores >2 são considerados significativos. Os dados foram tabulados por Prisma 9.2. RESULTADOS: Observou-se que o DDP apresentou IC50 nas linhagens A549 e A549RC de 10,62µM e 171,3µM respetivamente, após 72 horas, mostrando um e IR 16,3. O verapamil utilizado como controle positivo não apresentou atividade citotóxica em nenhuma linhagem celular testada. Por outro lado, ao avaliar EB-PA observou-se IC50 em A549 e A549RC de 17,65µM e 15,66µM. Da mesma forma, EB-PB nas linhagens A549 e A549RC mostrou IC50 31,98µM e 17,55µM respetivamente. Os AKts demostraram um IR<2. Na avaliação da seletividade (IS) observou-se que a DDP apresenta valores IS<2. Além disso, EB-PA demostrou melhor IS quando comparado a DDP e EB-PB na linhagem não tumoral quando comparada com as linhagens parental e resistente. CONCLUSÃO: Conclui-se que, EB-PA demonstrou citotoxicidade em ambas as linhagens após 72 horas sem apresentar resistência cruzada, quando comparado ao DDP, assim como uma seletividade para linhagem não tumoral. EB-PB, demonstrou-se seletivo para a linhagem A549RC, apesar disso, também seletivo para MCR-5 (Não-tumoral). Esses dados apontam que os AKTs têm efeitos significativos nas linhagens após 72h de tratamento, tornando necessário a continuidade dos estudos para determinar o mecanismo de ação frente as linhagens descritas.
Título do Evento
I SIMPÓSIO DE BIOTECNOLOGIA DO SEMIÁRIDO
Cidade do Evento
Sobral
Título dos Anais do Evento
Anais do Simpósio de Biotecnologia do Semiárido
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

BASTOS, ROBERT DE SOUSA et al.. EFEITO DOS ALCALÓIDES TROPANOS NA VIABILIDADE CELULAR IN VITRO EM LINHAGENS DE CÂNCER DE PULMÃO RESISTENTE E NÃO RESISTENTE A CISPLATINA.. In: . Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/i-simposio-de-biotecnologia-do-semiarido-383474/753557-EFEITO-DOS-ALCALOIDES-TROPANOS-NA-VIABILIDADE-CELULAR-IN-VITRO-EM-LINHAGENS-DE-CANCER-DE-PULMAO-RESISTENTE-E-NAO-. Acesso em: 14/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes