A SAÚDE DAS ASSISTENTES SOCIAIS EM GOIÂNIA - UMA EXPERIÊNCIA DE PESQUISA-AÇÃO NO SUAS.

Publicado em 17/04/2023 - ISBN: 978-85-5722-701-9

Título do Trabalho
A SAÚDE DAS ASSISTENTES SOCIAIS EM GOIÂNIA - UMA EXPERIÊNCIA DE PESQUISA-AÇÃO NO SUAS.
Autores
  • KARINE MARQUES RODRIGUES TEIXEIRA
  • Júlia Rodrigues Teixeira
Modalidade
Relato de experiência
Área temática
Saúde da Mulher
Data de Publicação
17/04/2023
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/i-congresso-de-saude-das-populacoes-em-vulnerabilidade-social-301266/613939-a-saude-das-assistentes-sociais-em-goiania---uma-experiencia-de-pesquisa-acao-no-suas
ISBN
978-85-5722-701-9
Palavras-Chave
Assistentes sociais; saúde mental; pesquisa-ação.
Resumo
Este relato de experiência tem como foco a saúde mental e gênero, se refere especificamente a saúde da mulher, assistente social, trabalhadora do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) em Goiânia. Trata-se de uma produção no contexto de investigação doutoral cujo objetivo é apresentar a experiência de pesquisa-ação com assistentes sociais. A metodologia adotada é pesquisa bibliográfica e de campo, por meio da técnica de entrevista semiestruturada (BARDIN, 2021) e estratégia de pesquisa-ação (THIOLLENT, 2002), aprovada pelo parecer nº 4.612.476. A pesquisa de campo foi iniciada em março/2021, com vinte e três profissionais, de vínculo estatutário municipal e atuação no SUAS por, pelo menos, dois anos. A pesquisa-ação ainda está em andamento, com previsão de término em agosto/2023. A amostra foi de trinta e três assistentes sociais, todas mulheres. Não participaram da pesquisa as profissionais de licença médica, em cumprimento de mandato classista e sem atuação direta no SUAS. A empiria evidenciou danos na saúde mental de assistentes sociais atuantes na política de assistência social, consequência, sobretudo, da violência de gênero, nos seus espaços sócio-ocupacionais, agravada pelo contexto pandêmico da COVID-19. As profissionais desenvolvem trabalho social essencial às populações vulnerabilizadas e 39% delas declararam a ocorrência da violência e que passaram a fazer uso de medicamentos de uso controlado e da psicoterapia. Com base nesta realidade as assistentes sociais propuseram a realização de um grupo de estudo/supervisão técnica, iniciado em janeiro/2022, com frequência mensal até a presente data. O estudo apresenta como resultado que a participação das assistentes sociais, em forma coletiva de organização, colabora com a elucidação de problemas profissionais e condições adversas, com resolutividade nos encaminhamentos, e, em favor da não culpabilização pelo seu sofrimento e adoecimento mental. O encontro de trabalhadoras valoriza os saberes individuais, o diálogo e as trocas evidenciando uma estratégia potente para a reflexão sobre a prática cotidiana do trabalho social, o seu enriquecimento e a construção compartilhada de conhecimento, logo, o fortalecimento e a manutenção da saúde mental, acalentando as dores femininas, neste espaço de exercício de seu protagonismo. Ademais, a temática mensal debatida é escolhida por elas, assim, esse protagonismo também pode ser indicado como fator relevante para a proteção da saúde mental dessas mulhere
Título do Evento
I Congresso de Saúde das Populações em Vulnerabilidade Social
Título dos Anais do Evento
Anais do Congresso de Saúde das Populações em Vulnerabilidade Social
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

TEIXEIRA, KARINE MARQUES RODRIGUES; TEIXEIRA, Júlia Rodrigues. A SAÚDE DAS ASSISTENTES SOCIAIS EM GOIÂNIA - UMA EXPERIÊNCIA DE PESQUISA-AÇÃO NO SUAS... In: Anais do Congresso de Saúde das Populações em Vulnerabilidade Social. Anais...Goiânia(GO) PUC-GO, 2023. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/i-congresso-de-saude-das-populacoes-em-vulnerabilidade-social-301266/613939-A-SAUDE-DAS-ASSISTENTES-SOCIAIS-EM-GOIANIA---UMA-EXPERIENCIA-DE-PESQUISA-ACAO-NO-SUAS. Acesso em: 12/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes