A IMPORTANCIA DA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC) EM PARALELO A OUTROS MÉTODOS LABORATORIAIS FRENTE O DIAGNÓSTICO DE COVID-19

Publicado em 30/12/2020 - ISBN: 978-65-5941-071-2

Título do Trabalho
A IMPORTANCIA DA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC) EM PARALELO A OUTROS MÉTODOS LABORATORIAIS FRENTE O DIAGNÓSTICO DE COVID-19
Autores
  • Thais Amanda Rodrigues Gonçalves
  • Isabella Beatriz Nunes Menezes
  • Suellen Rolon de Souza Silva
Modalidade
Comunicação oral (Resumo expandido)
Área temática
Biomedicina
Data de Publicação
30/12/2020
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/conigran2020/270215-a-importancia-da-tomografia-computadorizada-(tc)-em-paralelo-a-outros-metodos-laboratoriais-frente-o-diagnostico-
ISBN
978-65-5941-071-2
Palavras-Chave
SARS-CoV-2 (Covid-19), Imagenologia, Tomografia Computadorizada (TC)
Resumo
No final de 2019, uma nova cepa de coronavírus, denominado SARS-CoV-2, mais conhecido como Covid-19, deu início a uma série de infecções respiratórias agudas que vieram a resultar na pandemia em 2020. Apesar de apresentar sintomas muito semelhantes aos sintomas de um resfriado comum em suas formas mais leves, é a apresentação mais grave da doença que tem levantado uma maior preocupação dos profissionais da saúde, visto sua gravidade e principalmente o acometimento dos pulmões e as complicações associadas a fatores de risco como pacientes portadores de diabetes mellitus, obesidade, imunodeprimidos, dentre outros. A RT-PCR (transcriptase polymerase chain reaction - em inglês), a partir do teste de swab de orofaringe, tem sido apontada como a técnica padrão ouro para o diagnóstico da Covid 19, sendo que a Tomografia Computadorizada (TC) de tórax vem sendo utilizada para auxiliar no diagnóstico final da infecção. A Tomografia (TC) de tórax tem sido empregada como forma de visualização do acometimento dos pulmões pela infecção, além de complemento no diagnóstico, mas não podendo ser utilizada isoladamente, por não apresentar sinais evidentes que diferenciam a infecção por covid de outras infecções que também acometem os pulmões, visto que as imagens encontradas pelos estudiosos se mostram muito semelhantes às imagens de pacientes acometidos por pneumonias não relacionadas a infecções. Este trabalho tem como objetivo observar e relatar sobre a importância da utilização da Tomografia Computadorizada (TC) no diagnóstico da infecção por Sars-CoV-2 (Covid-19), em paralelo a outros métodos que vêm sendo utilizados pelos profissionais da saúde. O presente trabalho trata-se de uma revisão de literatura no qual o recorte temporal contemplou o período compreendido ao ano de 2020. Foram analisados artigos científicos e periódicos eletrônicos obtidos por meio das plataformas digitais Pubmed (US National Library of Medicine) e Scielo, sendo utilizadas as seguintes palavras-chave: Covid-19, Imagenologia e Tomografia computadorizada (TC). Xingzhi Xie et al (2020) relatam em sua pesquisa que alguns pacientes que apresentam resultados em TC positivos, podem apresentar resultados negativos em PCR para COVID-19. Em seu estudo, eles apresentam os casos de cinco pacientes com achados em TC, mas que obtiveram resultados de PCR negativos. Após isolamento dos mesmos, todos foram confirmados para COVID-19 após re-teste com swab. De 167 pacientes avaliados, 5 obtiveram resultado em PCR inicialmente negativo, mas TC positiva com achados consistentes a uma pneumonia infecciosa. Esses pacientes foram isolados e repetiu-se o teste com swab e RT-PCR. Em 7 dos 167 pacientes, a TC foi negativa enquanto a RT-PCR apresentou resultado positivo. Em 155 de 167 pacientes, ambos os testes, TC e RT-PCR apresentaram-se positivos. A combinação de testes de swab em réplica juntamente com a TC pode ser de grande ajuda para pacientes com alta suspeita de infecção por covid sem teste de RT-PCR positivos. Assim como CHATE, et al (2020) afirmam que a TC, por si só, não pode ser utilizada para diagnóstico confirmatório ou de exclusão da Covid, mas pode ser de ajuda no diagnóstico quando associada a outros métodos. Citando como principais achados as opacidades pulmonares em vidro fosco (GGO), consolidações pulmonares, com distribuição predominantemente periférica, e também sinal do halo invertido, sendo que este pode indicar a possibilidade de pneumonia com lesão pulmonar. Para estes autores, a apresentação da opacidade pulmonar em vidro fosco como principal achado, demonstra que a TC não é um método a ser utilizado isoladamente, visto que a sensibilidade de detecção desse tipo de opacidade é baixa, porém, sugerem que a TC pode ser utilizada para acompanhamento de pacientes internados, visto ser um método amplamente disponível, rápido e de baixo custo, possibilitando o monitoramento da doença mais frequentemente. Já Xu X, Yu C, Qu J, et al. (2020) analisaram 90 pacientes, utilizando a TC a fim de avaliar a evolução da infecção, observando que mais da metade dos pacientes apresentaram lesão bilateral multifocal, com distribuição periférica, além de 59% dos pacientes mostrarem mais de dois lobos envolvidos. Para eles, a TC tem um importante papel no diagnóstico inicial para a pneumonia causada pelo coronavírus. Araujo-Filho, Jose de Arimateia Batista et al (2020), comentam em seu artigo sobre como os achados em imagem dos pacientes relatados na maioria dos casos publicados tem se mostrado semelhantes, como: opacidade pulmonar em vidro fosco, consolidações focais e opacidades mistas, incluindo também a opacidade com halo invertido. Eles frisam que a Tomografia não deve ser utilizada como método de triagem, devendo ser considerada em pacientes hospitalizados, sintomáticos ou em situações clínicas específicas. Por conseguinte, NG1,2 Ming-Yen et al (2020), relatam que os resultados em imagem predominantes são a opacidade pulmonar em vidro fosco com consolidações focais nas periferias. Sendo que, a opacidade em vidro fosco e as consolidações são achados as vezes não detectados nas imagens de radiografias de tórax, sugerindo que a tomografia computadorizada seria mais sensível para a investigação destas alterações. É possível então observar que os autores acima citados entram em concordância ao evidenciarem que a Tomografia Computadorizada (TC) é um exame de característica complementar fundamental no auxílio do diagnóstico de Covid-19, podendo até mesmo auxiliar no diagnóstico de casos onde a RT-PCR se mostra negativa, mesmo com pacientes sintomáticos, tornando possível um diagnóstico ainda mais minucioso, além de ter sido apontado como uma forma de acompanhar a progressão e remissão dessa patologia que tem se mostrado tão devastadora em nossa sociedade. Sendo assim, é possível inferir que tendo em vista que a Covid-19 se espalhou de forma tão rápida e sem precedentes por todo o globo, a busca por métodos que possibilitem o diagnóstico rápido, seguro e eficaz é de extrema importância para diminuir os efeitos negativos causados por essa patologia. A RT-PCR tem se mostrado o método padrão ouro, podendo porém apresentar resultados falso negativos em algumas situações, dentre elas a ausência de material suficiente do paciente ou até mesmo por erros de execução laboratorial, sendo aí que a Tomografia Computadorizada (TC) tem se destacado e se mostrado de grande auxílio, apresentando uma perspectiva diferente que possibilita aos profissionais de saúde oferecerem um diagnóstico melhor, detalhado e consequentemente mais confiáveis aos pacientes, proporcionando assim segurança e confiança a eles. ARAUJO-FILHO, Jose de Arimateia Batista et al . Pneumonia por COVID-19: qual o papel da imagem no diagnóstico?. J. bras. pneumol., São Paulo , v. 46, n. 2, e20200114, 2020 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132020000201003&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 03 de Agosto de 2020. CHATE, Rodrigo Caruso et al. Apresentação tomográfica da infecção pulmonar na COVID-19: experiência brasileira inicial. J. bras. pneumol., São Paulo , v. 46, n. 2, e20200121, 2020 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132020000200300&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 03 de Agosto de 2020. Ministério da Saúde. Sobre a doença. Disponível em: <https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca#hospitais-referencia>. Acesso em: 24 de Junho de 2020. Ming-Yen N et al. Imaging Profile of the COVID-19 Infection: Radiologic Findings and Literature Review. Radiology 2020; https://doi.org/10.1148/ryct.2020200034 OPAS Brasil. Folha informativa - COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus). Disponível em: <https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6101:covid19&Itemid=875>. Acesso em: 24 de Junho de 2020. World Health Organization (WHO). Q&A on coronaviruses (covid-19). Disponível em: <https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/question-and-answers-hub/q-a-detail/q-a-coronaviruses#:~:text=symptoms>. Acesso em: 03 de Agosto de 2020. Xingzhi Xie et al. Chest CT for Typical Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) Pneumonia: Relationship to Negative RT-PCR Testing. Radiology 2020; 296:E41–E45. Xu X, Yu C, Qu J, et al. Imaging and clinical features of patients with 2019 novel coronavirus SARS-CoV-2. Eur J Nucl Med Mol Imaging. 2020;47(5):1275-1280. doi:10.1007/s00259-020-04735-9
Título do Evento
CONIGRAN 2020 - Congresso Integrado UNIGRAN Capital
Cidade do Evento
Campo Grande
Título dos Anais do Evento
Anais do CONIGRAN 2020 - Congresso Integrado UNIGRAN Capital
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

GONÇALVES, Thais Amanda Rodrigues; MENEZES, Isabella Beatriz Nunes; SILVA, Suellen Rolon de Souza. A IMPORTANCIA DA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC) EM PARALELO A OUTROS MÉTODOS LABORATORIAIS FRENTE O DIAGNÓSTICO DE COVID-19.. In: Anais do CONIGRAN 2020 - Congresso Integrado UNIGRAN Capital. Anais...Campo Grande(MS) UNIGRAN Capital, 2020. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/conigran2020/270215-A-IMPORTANCIA-DA-TOMOGRAFIA-COMPUTADORIZADA-(TC)-EM-PARALELO-A-OUTROS-METODOS-LABORATORIAIS-FRENTE-O-DIAGNOSTICO-. Acesso em: 16/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes