MICRORGANISMOS SIMBIONTES RELACIONADOS A MICROBIOTA DE PACIENTES COM A DOENÇA DE ALZHEIMER

Publicado em 30/12/2020 - ISBN: 978-65-5941-071-2

Título do Trabalho
MICRORGANISMOS SIMBIONTES RELACIONADOS A MICROBIOTA DE PACIENTES COM A DOENÇA DE ALZHEIMER
Autores
  • Isabela Cristina de Oliveira Campos
  • Alexandre Moreira de Almeida
  • RENATA MATUO
Modalidade
Pôster (Resumo Simples)
Área temática
Biomedicina
Data de Publicação
30/12/2020
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/conigran2020/269552-microrganismos-simbiontes-relacionados-a-microbiota-de-pacientes-com-a-doenca-de-alzheimer
ISBN
978-65-5941-071-2
Palavras-Chave
“Doença de Alzheimer”, “Microbioma”, “Doenças Neurodegenerativas”, “Eixo Intestino-Cérebro”
Resumo
A Doença Alzheimer (DA) é uma demência neurodegenerativa caracterizada por placas senis que se acumulam formando os novelos fibrilares, causando uma perda sináptica e levando o indivíduo a sofrer com processos de perda de memória, distúrbios na fala e dificuldade de executar tarefas simples. Afeta partes do cérebro importantes como o córtex, que ao ter seu tamanho diminuído influencia diretamente nas lembranças e pensamentos, o hipocampo quando menor afeta a formação de novas lembranças e o aumento dos ventrículos afetam diretamente o funcionamento do cérebro. Este trabalho teve como objetivo entender sobre a patologia da Doença de Alzheimer e identificar o modo como a microbiota intestinal está interligada a ela. Trata-se de uma revisão bibliográfica com artigos na língua portuguesa e inglesa selecionados em acervos literários como Scielo, Google Acadêmico, Nature e Society for Applied Microbiology entre os anos de 2008 a 2019. Os resultados encontrados na pesquisa mostram que a microbiota intestinal está relacionada ao desenvolvimento de diversos tipos de demência, entre elas destaca-se a DA, na qual os pacientes possuem um microbioma com baixa diversidade microbiana. O stress é um fator que está relacionado a alteração da microbiota, este modifica os microrganismos simbiontes da composição intestinal, afetando o eixo intestino-cérebro e causando eventos que influenciam no aparecimento de doenças como a DA. Com isso foi concluído que, os microrganismos presentes em maior quantidade produzem metabólitos pró-inflamatórios que caem na corrente sanguínea induzindo o organismo a gerar reações inflamatórias sistêmicas. Estudos em camundongos mostraram que a liberação de citocinas pró e anti-inflamatórias na corrente sanguínea daqueles tratados com probióticos ocasionaram uma diminuição de citocinas pró-inflamatórias. Este tratamento obteve um resultado significativo, sendo um grande passo para a ciência na busca de tratamentos eficazes para o Alzheimer. Notoriamente, ainda é escasso o número de pesquisas nessa área, contudo, observamos que progressivamente se obteve um aumento no conteúdo acerca disso.
Título do Evento
CONIGRAN 2020 - Congresso Integrado UNIGRAN Capital
Cidade do Evento
Campo Grande
Título dos Anais do Evento
Anais do CONIGRAN 2020 - Congresso Integrado UNIGRAN Capital
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

CAMPOS, Isabela Cristina de Oliveira; ALMEIDA, Alexandre Moreira de; MATUO, RENATA. MICRORGANISMOS SIMBIONTES RELACIONADOS A MICROBIOTA DE PACIENTES COM A DOENÇA DE ALZHEIMER.. In: Anais do CONIGRAN 2020 - Congresso Integrado UNIGRAN Capital. Anais...Campo Grande(MS) UNIGRAN Capital, 2020. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/conigran2020/269552-MICRORGANISMOS-SIMBIONTES-RELACIONADOS-A-MICROBIOTA-DE-PACIENTES-COM-A-DOENCA-DE-ALZHEIMER. Acesso em: 16/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes