IMUNOSSENESCÊNCIA: COMO OCORRE O PROCESSO DE IMUNIZAÇÃO EM IDOSOS.

Publicado em 30/12/2020 - ISBN: 978-65-5941-071-2

Título do Trabalho
IMUNOSSENESCÊNCIA: COMO OCORRE O PROCESSO DE IMUNIZAÇÃO EM IDOSOS.
Autores
  • John Kevin Duarte De Oliveira
  • Beatriz Leirias Souza Mello da Silva
  • RENATA MATUO
Modalidade
Pôster (Resumo Simples)
Área temática
Biomedicina
Data de Publicação
30/12/2020
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/conigran2020/268934-imunossenescencia--como-ocorre-o-processo-de-imunizacao-em-idosos
ISBN
978-65-5941-071-2
Palavras-Chave
IMUNOSSENESCÊNCIA, SISTEMA IMUNOLÓGICO, VACINAS.
Resumo
A imunossenescência é caracterizada como um processo natural na qual modificações morfológicas, funcionais e bioquímicas resultam no comprometimento da autonomia e adaptação do organismo diante do meio externo, levando a maior suscetibilidade ao indivíduo somado a uma maior vulnerabilidade a patologias. Este trabalho teve como objetivo investigar os motivos pelos quais os indivíduos idosos possuem uma menor resposta imunológica. Trata-se de uma revisão de literatura baseado em artigos científicos, considerando publicações entre os anos de 2007 e 2019, nos idiomas de Português e Inglês. Durante o processo de ancianidade, ocorrem diversas alterações fisiológicas, como: a involução do timo, diminuindo a maturação das células T; Diminuição da eficácia das Células Dentríticas, que interligam os sistemas imunológicos inato ao adaptativo, diminuindo a estimulação feita aos linfócitos T; Crescimento quantitativo de Macrófagos e Células NK, porém com uma considerável diminuição da função dos macrófagos e ineficiência na produção de citocinas feita pelas células NaturalKiller. Logo, tudo isso acaba acarretando na diminuição da imunocompetência do organismo, que por sua vez, interfere diretamente nos processos de imunização, principalmente o vacinal. Na senescência, os estímulos ocorrem com menor eficácia, por mais que haja um número consideravelmente normal de células B, há uma diminuição no número de linfócitos Naïve (virgens) e o défice de células T virgens acaba resultando em um declínio no nível de reconhecimento de novos antígenos, o que dificulta a imunização. Considerando a diminuição da resposta imune dos anticorpos e o fato dos mesmos estarem sendo produzidos com baixa afinidade a antígenos (capacidade de ligação diminuta), ocorre a promoção da ineficácia das vacinas quando a comparamos a resposta imune de indivíduos jovens (EFROS, 2007). Por isso há um calendário de vacinação específico para este público, com o intuito de auxiliar o sistema imune, considerando que o deterioramento do sistema de defesa dos idosos é uma das possíveis causas da suscetibilidade a doenças, principalmente das crônicas (ESQUENAZI; 2008). O sistema imunológico dessa população tem uma maior dificuldade de combater patógenos, levando a uma série de complicações, mas medidas para o prolongamento da vida destes pacientes têm demonstrado resultados promissores com o avanço da tecnologia, como tratamentos paliativos e vacinas mais eficazes para a prevenção de patologias.
Título do Evento
CONIGRAN 2020 - Congresso Integrado UNIGRAN Capital
Cidade do Evento
Campo Grande
Título dos Anais do Evento
Anais do CONIGRAN 2020 - Congresso Integrado UNIGRAN Capital
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

OLIVEIRA, John Kevin Duarte De; SILVA, Beatriz Leirias Souza Mello da; MATUO, RENATA. IMUNOSSENESCÊNCIA: COMO OCORRE O PROCESSO DE IMUNIZAÇÃO EM IDOSOS... In: Anais do CONIGRAN 2020 - Congresso Integrado UNIGRAN Capital. Anais...Campo Grande(MS) UNIGRAN Capital, 2020. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/conigran2020/268934-IMUNOSSENESCENCIA--COMO-OCORRE-O-PROCESSO-DE-IMUNIZACAO-EM-IDOSOS. Acesso em: 20/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes