LÓGICA ANTIMANICOMIAL OU ILÓGICA MANICOMIAL? RE (VENDO) O MANEJO DA CRISE EM SAÚDE MENTAL COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA DO BRASIL

Publicado em 22/08/2023 - ISBN: 978-85-5722-915-0

Título do Trabalho
LÓGICA ANTIMANICOMIAL OU ILÓGICA MANICOMIAL? RE (VENDO) O MANEJO DA CRISE EM SAÚDE MENTAL COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA DO BRASIL
Autores
  • José Augusto Silva Costa
  • LUANA VILELA E VILAÇA
  • Ana Cleonice Santos Sá
  • Reginaldo dos Santos Teixeira
  • André Amorim Martins
Modalidade
Resumo Simples
Área temática
Assistência psicológica
Data de Publicação
22/08/2023
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/comuepe23/612903-logica-antimanicomial-ou-ilogica-manicomial-re-(vendo)-o-manejo-da-crise-em-saude-mental-como-instrumento-de-ava
ISBN
978-85-5722-915-0
Palavras-Chave
Crise em saúde mental, Atenção à crise, Reforma Psiquiátrica, Lógica antimanicomial, Ilógica manicomial. RAPS.
Resumo
A atenção à crise em saúde mental apresenta em sua cena um sujeito em severo descontentamento subjetivo. É a partir desta perspectiva do componente subjetivo, que o conceito crise em saúde mental é apresentado como complexo, polissêmico, de muitas divergências, sendo um conjunto de sinais que indicam um severo descontentamento subjetivo, onde urge o clamor de um sujeito derrocado. Isto posto, não se pode perder de vista e reconhecer os aspectos clássicos da clínica: “psicopatologia, a avaliação psicodinâmica, a presença de comorbidades clínicas associadas ao uso de substâncias psicoativas, interferindo na apresentação sintomática e no estadiamento de sua gravidade. A atenção à crise em saúde mental se dá por inúmeros componentes subjetivos e intersubjetivos em dimensões emocionais, culturais, biológicas e psicossociais que apresentam em sua intervenção: a lógica antimanicomial e a ilógica manicomial. Embora a RAPS (Rede de Atenção Psicossocial) seja uma Rede de dispositivos substitutivos ao manicômio, esta não garante que a práxis do manejo ocorra via lógica antimanicomial. O desafio desta Rede é a construção de um novo lugar social da loucura, para além de discursos panotípicos e da construção de Serviços. Neste contexto, a partir daqueles contingentes da Reforma Psiquiátrica e da vulnerabilidade do sujeito em crise, os atores envolvidos podem articular o manejo via lógica antimanicomial ou ilógica manicomial, o que inferi que ainda há manicômios em nós. Assim, as intervenções na crise, ou seja, o seu manejo, é um instrumento de avaliação de como atualizamos a Reforma Psiquiátrica em nós. O objetivo desta pesquisa é debater acerca do manejo à crise em saúde mental (SM) vinculado à Reforma Psiquiátrica, identificar as dimensões da crise, apresentar, problematizar e conceituar o termo ilógica manicomial, analisar a atual cenário da Política Nacional de Saúde Mental e apresentar as tecnologias de cuidado da Saúde Mental na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). Para tanto, esta é uma pesquisa bibliográfica, documental, exploratória com abordagem qualitativa, com leitura construciacionista social. A atenção à crise é como a singularidade de um átomo. O núcleo central é o sujeito em crise, qual é rodeado por correntes energéticas, os manejos, que em linha ténue materializam a lógica antimanicomial e a ilógica manicomial. Há de observar que a força motriz destes movimentos de ilógica ou lógica envolta do sujeito em crise é fomentada por cada um de nós. Isto diz de assumir que a ilógica manicomial e lógica antimanicomial nos perpassa, compreendendo como a RP se atualiza, para então ressignificar os discursos e atos, a fim de avançar e continuar com a RP no Brasil. Observar, compreender e ressignificar este momento da RP diz de escolher caminhar com ética. É preciso descolonizar as nossas sombras dos manicômios, ressignificá-las para possibilitar mudança. Olhar para o passado, compreender e aquecer o presente e futuro em uma narrativa para atualizar a Reforma Psiquiátrica em nós, tendo como aposta fundamental a liberdade, as Redes e o campo dos afetos como meio de conduta. O nosso Movimento de Luta Antimanicomial sabe fazer isto muito bem, “para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça, por uma sociedade sem manicômios’’.
Título do Evento
IV CONGRESSO MULTIPROFISSIONAL EM URGÊNCIA E EMERGÊNCIA DE PERNAMBUCO
Cidade do Evento
Cabo de Santo Agostinho
Título dos Anais do Evento
Anais do Congresso Multiprofissional em Urgência e Emergência de Pernambuco
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

COSTA, José Augusto Silva et al.. LÓGICA ANTIMANICOMIAL OU ILÓGICA MANICOMIAL? RE (VENDO) O MANEJO DA CRISE EM SAÚDE MENTAL COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA DO BRASIL.. In: Anais do Congresso Multiprofissional em Urgência e Emergência de Pernambuco. Anais...Cabo de Santo Agostinho(PE) Hotel Canariu's de Gaibu, 2023. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/COMUEPE23/612903-LOGICA-ANTIMANICOMIAL-OU-ILOGICA-MANICOMIAL-RE-(VENDO)-O-MANEJO-DA-CRISE-EM-SAUDE-MENTAL-COMO-INSTRUMENTO-DE-AVA. Acesso em: 14/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes