ESTUDO FITOSSOCIOLÓGICO DA RESTINGA HERBÁCEO-ARBUSTIVA EM ÁREA DE DUNAS

Publicado em 04/07/2022 - ISBN: 978-65-5941-740-7

Título do Trabalho
ESTUDO FITOSSOCIOLÓGICO DA RESTINGA HERBÁCEO-ARBUSTIVA EM ÁREA DE DUNAS
Autores
  • Everton Richetti
  • Makeli Garibotti Lusa
  • Michele de Sá Dechoum
Modalidade
Resumos simples
Área temática
Florística, Fitossociologia e Fitogeografia
Data de Publicação
04/07/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
www.even3.com.br/Anais/41erbot/412369-ESTUDO-FITOSSOCIOLOGICO-DA-RESTINGA-HERBACEO-ARBUSTIVA-EM-AREA-DE-DUNAS
ISBN
978-65-5941-740-7
Palavras-Chave
cobertura, dunas, restinga, vegetação costeira
Resumo
O ecossistema de restinga possui distribuição ao longo da costa brasileira e é caracterizado pela presença de vegetação herbácea e arbustiva distribuída entre dunas arenosas nos cordões litorâneos, as quais estão submetidas a diversas variações ambientais. Atualmente é um ecossistema muito ameaçado pelas ações antrópicas e pelo desenvolvimento urbano. Estudos fitossociológicos permitem caracterizar estes ecossistemas delicados e compreender os padrões e processos de sua estruturação para manejo, uso e conservação. O presente trabalho foi realizado no Parque Natural Municipal das Dunas da Lagoa da Conceição, no município de Florianópolis - Santa Catarina. Foram alocadas 156 parcelas amostrais de 1m² ao longo de seis transectos diagonais à linha da praia. O levantamento foi realizado por método Relevè, com estimação visual da cobertura. Foram reconhecidas 94 espécies, identificadas em 35 famílias. As famílias com maior riqueza de espécies foram respectivamente Poaceae (24), Asteraceae (12) e Cyperaceae (11), correspondendo juntas a 48% das espécies. A média de espécies por unidade amostral foi de 6,19 espécies por m², com pontos amostrais apresentando até 14 espécies. O Índice de Shannon calculado para a amostragem foi de 3,39nats-1e a Equitabilidade de Pielou foi de 0,74. O levantamento fitossociológico demonstrou que as espécies mais frequentes foram e Stylosanthes viscosa (L.) Sw., Noticastrum hatschbachii Zardini e Spartina ciliata Brongn, presentes em mais de 49 parcelas, enquanto 59 espécies apresentaram frequência absoluta inferior a 6%, presentes em menos de 10 parcelas. As espécies Ischaemum minus J., S. viscosa e N. hatschbachii são caracterizadas como as mais importantes na área (IVI 7,03%, 6,55% e 5,31% respectivamente), também apresentando a maior porcentagem cobertura amostrada, e 70 espécies apresentaram IVI menor de 1% e 81 espécies apresentaram cobertura relativa inferior a 1%, indicando baixa participação na composição do ambiente. As áreas sem cobertura de vegetação dentro das unidades amostrais totalizaram 37,98% de cobertura relativa, em 111 parcelas. Essas informações sugerem que a restinga herbácea das dunas é um ambiente rico e bem heterogêneo. Outras investigações, acerca de quais fatores estão associados à estruturação da vegetação herbácea da restinga, estão sendo conduzidas na região de estudo, e pretendem identificar se as espécies que compartilham o mesmo ambiente/fitofisionomia apresentam estratégias de adaptação em comum.
Título do Evento
41 Encontro Regional de Botânicos
Título dos Anais do Evento
Anais do 41º Encontro Regional de Botânicos - Regional MG, BA, ES
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

RICHETTI, Everton; LUSA, Makeli Garibotti; DECHOUM, Michele de Sá. ESTUDO FITOSSOCIOLÓGICO DA RESTINGA HERBÁCEO-ARBUSTIVA EM ÁREA DE DUNAS.. In: Anais do 41º Encontro Regional de Botânicos - Regional MG, BA, ES. Anais...Itabuna(BA) UFSB, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/41erbot/412369-ESTUDO-FITOSSOCIOLOGICO-DA-RESTINGA-HERBACEO-ARBUSTIVA-EM-AREA-DE-DUNAS. Acesso em: 25/04/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes