MORFOLOGIA E BIOMETRIA FOLIAR DAS ESPÉCIES STIGMAPHYLLON PARALIAS A. JUSS E PEIXOTOA HISPIDULA A. JUSS. EM SÃO MATEUS – ES

Publicado em 04/07/2022 - ISBN: 978-65-5941-740-7

Título do Trabalho
MORFOLOGIA E BIOMETRIA FOLIAR DAS ESPÉCIES STIGMAPHYLLON PARALIAS A. JUSS E PEIXOTOA HISPIDULA A. JUSS. EM SÃO MATEUS – ES
Autores
  • Maria Eduarda Sousa Dayrell Rocha
  • Elisa Mitsuko Aoyama
Modalidade
Resumos simples
Área temática
Ecologia Vegetal
Data de Publicação
04/07/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
www.even3.com.br/Anais/41erbot/412102-MORFOLOGIA-E-BIOMETRIA-FOLIAR-DAS-ESPECIES-STIGMAPHYLLON-PARALIAS-A-JUSS-E-PEIXOTOA-HISPIDULA-A-JUSS-EM-SAO-MA
ISBN
978-65-5941-740-7
Palavras-Chave
Restinga, limbo, pecíolo, filotaxia, Malpighiaceae.
Resumo
Pesquisas acerca da morfologia e biometria foliar dos gêneros Stigmaphyllon e Peixotoa, encontradas na restinga, ainda são escassas no norte do Espírito Santo. Apesar de habitarem o mesmo bioma e serem semelhantes, tratam-se de duas espécies diferentes. Portanto, o presente estudo objetivou analisar e categorizar a morfologia e biometria foliar das espécies Stigmaphyllon paralias A. Juss. e Peixotoa hispidula A. Juss. (Malpighiaceae), encontradas no bairro Liberdade, São Mateus-ES, a fim de facilitar a diferenciação das espécies em estádio jovem e vegetativo em condições de campo. Assim, foram coletadas 5 folhas do 3° ou 4° nó de 10 exemplares da espécie S. paralias e de 2 exemplares da espécie P. hispidula. O material coletado foi levado ao laboratório e em seguida passou pelas análises morfológicas e biométricas. Para a biometria foram mensurados: a largura e comprimento do limbo e o comprimento e diâmetro do pecíolo, mantendo um padrão de medição sempre das regiões medianas do limbo e pecíolo. Para a espécie S. paralias, obtivemos os seguintes resultados: planta com caule simpodial, lenhoso e porte arbustivo de 68-135 cm (101,9 cm) de altura, filotaxia oposta cruzada, com folhas simples, coriáceas, lisas, com nervação broquidódroma, o limbo apresenta forma elíptica, margem inteira, ápice agudo à retuso e base oblíqua. Já a espécie P. hispidula foi classificada como trepadeira com filotaxia oposta dística, folhas simples, coriáceas, pilosas, com nervura em broquidódromo. Seu limbo possui forma elíptica, com margem inteira, ápice agudo e base cordada. As folhas das espécies apresentaram valores médios para os seguintes parâmetros de S. paralias e P. hispidula, respectivamente: comprimento do limbo com (5,59 cm ± 0,192), e de (9,11 cm ± 0,919); p < 0,05 , largura de limbo com (3,06 cm ± 0,103), e (5,54 cm ± 0,391); p > 0,05, comprimento de pecíolo com (0,67 cm ± 0,023) e (0,87 cm ± 0,093); p > 0,05 e diâmetro do pecíolo com (0,1612 cm ± 0,024) e (0,1754 cm ± 0,007); p < 0,05. Realizada a análise, evidenciamos que as duas espécies se diferem quanto a sua filotaxia, superfície, e base foliar. Em relação a biometria, temos que as folhas de P. hispidula são maiores do que as de S. paralias em todas as amostras. Dessa forma, conclui-se que a morfologia foliar dessas espécies é suficiente para diferenciá-las, e que a espécie de trepadeira P. hispidula possui limbo e pecíolo relativamente maiores do que S. paralias.
Título do Evento
41 Encontro Regional de Botânicos
Título dos Anais do Evento
Anais do 41º Encontro Regional de Botânicos - Regional MG, BA, ES
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

ROCHA, Maria Eduarda Sousa Dayrell; AOYAMA, Elisa Mitsuko. MORFOLOGIA E BIOMETRIA FOLIAR DAS ESPÉCIES STIGMAPHYLLON PARALIAS A. JUSS E PEIXOTOA HISPIDULA A. JUSS. EM SÃO MATEUS – ES.. In: Anais do 41º Encontro Regional de Botânicos - Regional MG, BA, ES. Anais...Itabuna(BA) UFSB, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/41erbot/412102-MORFOLOGIA-E-BIOMETRIA-FOLIAR-DAS-ESPECIES-STIGMAPHYLLON-PARALIAS-A-JUSS-E-PEIXOTOA-HISPIDULA-A-JUSS-EM-SAO-MA. Acesso em: 21/04/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes