ÉPOCAS DE SEMEADURA E SUA INFLUÊNCIA SOBRE A FLUTUAÇÃO DE PERCEVEJOS NA SOJA

Publicado em 08/09/2020 - ISBN: 978-65-88243-26-8

Título do Trabalho
ÉPOCAS DE SEMEADURA E SUA INFLUÊNCIA SOBRE A FLUTUAÇÃO DE PERCEVEJOS NA SOJA
Autores
  • mateus junior rodrigues sangiovo
  • Claudir José Basso
  • Fernanda Marcolan De Souza
  • Eveline Ferreira Soares
Modalidade
Resumo expandido
Área temática
Fitossanidade
Data de Publicação
08/09/2020
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/3comsoja/263649-epocas-de-semeadura-e-sua-influencia-sobre-a-flutuacao-de-percevejos-na-soja
ISBN
978-65-88243-26-8
Palavras-Chave
Glycine max (L) Merrill, Épocas de semeadura, Flutuação de percevejos.
Resumo
A cultura da soja (Glycine max (L) Merrill) está entre as commoditie agrícolas de maior importância econômica para o Brasil, sendo considerada uma cultura de alto investimento e que está sujeita a sofrer riscos e estresses no decorrer de seu desenvolvimento. Assim, a busca por melhorias sobre práticas agronômicas para a cultura tem sido essenciais, dentre elas destaca-se o melhor posicionamento sobre a época de semeadura que influencia diretamente a exposição da cultura da soja ao ataque de pragas, de grande importância destacam-se os percevejos. Por isso, o presente trabalho teve por objetivo identificar as espécies de maior ocorrência dentro de cada estádio reprodutivo da soja e o porcentual de percevejos nas diferentes épocas de semeadura. O estudo foi realizado durante a safra 2019/2020 na área experimental do Departamento de Ciências Agronômicas e Ambientais da Universidade Federal de Santa Maria, Campus de Frederico Westphalen – RS, onde foram utilizadas cinco diferentes épocas de semeadura, 19/09/2019, 15/10/2019, 13/11/2019, 15/12/2019 e 15/01/2020. A cultivar de soja utilizada foi a DM 5958 IPRO. O monitoramento de percevejos iniciou-se quando as plantas atingiram estádio fenológico R1, até o final do estádio fenológico R7, baseado no método de pano-de-batida branco (BOYER e DUMAS, 1969). As espécies de percevejos de maior ocorrência foram, Dichelops melacanthus, Euschistos heros e Piezodorus guildinii, onde os estádios reprodutivos (R5.3, R5.5 e R6) coincidem em maiores flutuações populacionais de percevejos. Existe uma alta pressão de percevejos na soja semeada precocemente em setembro e outubro.
Título do Evento
III Congresso Online Para o Aumento da Produtividade de Milho e Soja
Cidade do Evento
Santa Maria
Título dos Anais do Evento
Anais do III Congresso Online para Aumento da Produtividade de Milho e Soja
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

SANGIOVO, mateus junior rodrigues et al.. ÉPOCAS DE SEMEADURA E SUA INFLUÊNCIA SOBRE A FLUTUAÇÃO DE PERCEVEJOS NA SOJA.. In: Anais do III Congresso Online para Aumento da Produtividade de Milho e Soja. Anais...Santa Maria(RS) Mais Soja, 2020. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/3comsoja/263649-EPOCAS-DE-SEMEADURA-E-SUA-INFLUENCIA-SOBRE-A-FLUTUACAO-DE-PERCEVEJOS-NA-SOJA. Acesso em: 13/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes