ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DO PRESENTEÍSMO E A SAÚDE DOS TRABALHADORES DA SAÚDE

Publicado em 18/01/2022 - ISBN: 978-65-5941-529-8

Título do Trabalho
ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DO PRESENTEÍSMO E A SAÚDE DOS TRABALHADORES DA SAÚDE
Autores
  • Tallita Correa Santana Paz
  • Francieli Cristina Da Silva
  • Luiz Almeida da Silva
Modalidade
III Seminário Interno de Iniciação à Pesquisa Científica, Tecnológica e em Inovação: Iniciação Científica (PIBIC / voluntário)
Área temática
Ciências da Saúde
Data de Publicação
18/01/2022
País da Publicação
Brasil
Idioma da Publicação
Português
Página do Trabalho
https://www.even3.com.br/anais/2cepexufcat/414397-estrategias-de-enfrentamento-do-presenteismo-e-a-saude-dos-trabalhadores-da-saude
ISBN
978-65-5941-529-8
Palavras-Chave
Presenteísmo, Saúde do Trabalhador, Estresse Ocupacional, Material Educativo.
Resumo
A pesquisa procurou descrever o impacto do presenteísmo sobre a saúde dos trabalhadores e quais as estratégias que podem auxiliar no seu enfrentamento. De acordo com a revisão de literatura, o baixo nível de satisfação dos profissionais pode interferir na assistência fornecida ao paciente e na comunicação terapêutica enfermeiro-paciente. Dentre alguns fatores que ocasionam o presenteísmo destaca-se o estresse, a sobrecarga, a baixa remuneração e demais fatores desencadeadores, que podem colaborar para o início do processo de desgaste por aspectos físicos, mecânicos, fisiológicos, químicos e psíquicos interferindo na qualidade de vida do trabalhador. O presenteísmo é um conceito de comparecer ao trabalho apesar da sensação de estar doente. Assim caracteriza-o em situações nas quais o indivíduo está fisicamente no trabalho, mas ausente mentalmente/emocionalmente no trabalho. Objetivo: Propor estratégias para o enfrentamento do presenteísmo entre os trabalhadores da área da saúde. Metodologia: Trata-se de um estudo de caráter quantitativo, de intervenção, do tipo antes e depois, com a participação de 26 pessoas. Utilizando intervenção educativa com a elaboração da cartilha em formato digital com orientações sobre enfrentamento ao presenteísmo. Resultados: A população predominante do estudo é de sexo feminino, cor branca, possuem filhos, de moradia própria, casado e com escolaridade maior que 12. O WLQ apresentou com média 27,48 e mais ou menos 4,80 com mínimo de 12,45 e máximo de 35,32. As medidas educativas recomendadas na cartilha 76,92% não realizaram e 23,08% realizaram os exercícios físicos indicados. Apesar de não realizarem as medidas, 42,30% obtiveram melhora e 57,70% não tiveram melhoras após os exercícios. Conclusão: Acreditamos que a elaboração do material educativo é um importante passo para abordar estratégias que podem diminuir os índices de presenteísmo. Esperamos que sua utilização, como intervenção educativa, possa auxiliar os trabalhadores e todos aqueles que tiverem contato com a cartilha, contribuindo assim, para melhor qualidade de vida do trabalhador.
Título do Evento
2º CEPEx-UFCAT Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal de Catalão
Cidade do Evento
Catalão
Título dos Anais do Evento
Anais do CEPEx-UFCAT Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal de Catalão
Nome da Editora
Even3
Meio de Divulgação
Meio Digital
DOI
LinkObter o DOI

Como citar

PAZ, Tallita Correa Santana; SILVA, Francieli Cristina Da; SILVA, Luiz Almeida da. ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DO PRESENTEÍSMO E A SAÚDE DOS TRABALHADORES DA SAÚDE.. In: Anais do CEPEx-UFCAT Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal de Catalão. Anais...Catalão(GO) UFCAT, 2021. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/2cepexufcat/414397-ESTRATEGIAS-DE-ENFRENTAMENTO-DO-PRESENTEISMO-E-A-SAUDE-DOS-TRABALHADORES-DA-SAUDE. Acesso em: 16/06/2024

Trabalho

Even3 Publicacoes